segunda-feira, 28 de maio de 2018

Arcoverde e São José do Egito promovem protestos nas ruas em defesa do Brasil


            Depois de Serra Talhada, foi a vez da população de Arcoverde, no Sertão do Moxotó, e São José do Egito, no Sertão do Pajeú, sairem às ruas em apoio a greve dos caminhoneiros, que completou oito dias nesta segunda-feira (28).

Em Arcoverde, puxados pelo diretor do colégio Diocesano Cardeal, Padre Adilson Simões, cerca de 200 pessoas, entre pais de alunos, estudantes, professores e população percorreram as ruas da cidade embaixo de uma chuva fina pedindo um “Brasil Melhor”. O ato, considerada apartidário, começou no colégio Cardeal e terminou na Praça da Bandeira, após percorrer toda a Av. Cel. Antonio Japiassu.

Já em São José do Egito, cerca de 3 mil pessoas foram as ruas, reunindo professores, poetas, comerciantes, entre outros. O comércio fechou as portas e estendeu cartazes com os dizeres: “Menos tributos e aumentos. Mais uso do dinheiro público. Por um Brasil Melhor”.

O ato recebeu apoio de todas as classes da sociedade civil e foi marcado por gritos de “Fora Temer” e críticas ao governo do Presidente da República, Michel Temer (MDB). Além disso, a população reivindicou a diminuição do preço dos derivados de petróleo e do gás de cozinha.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search