quinta-feira, 14 de março de 2019

Recife registra maior aumento da cesta básica no Brasil em fevereiro, aponta Dieese


            Em fevereiro de 2019, o Recife registrou a maior alta do preço da cesta básica em todo o Brasil, de acordo com a pesquisa mensal feita pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese). A instituição apontou que na capital pernambucana houve elevação de 7,88% no custo do conjunto de alimentos essenciais.

Entre os maiores aumentos também estão Natal (RN), com 6,75%, e Aracaju (SE), com 6,46%. Realizado em 18 capitais, o trabalho demonstrou, ainda, que houve alta de preços em quase todas as cidades pesquisadas. Apenas Belém (PA) teve queda na cesta básica, com 0,27%.

Ainda segundo o Dieese, o Recife também apareceu entre as maiores altas da cesta básica, entre 13 cidades, quando a pesquisa se referiu ao período acumulado nos dois primeiros meses de 2019. A capital pernambucana ficou em segundo lugar no ranking nacional, com aumento de 10,50%, perdendo para Vitória (ES), com 11,33%.

Nesse mesmo parâmetro, cinco capitais apontaram queda no valor dos itens de maior consumo entre as famílias. Segundo o Dieese, os destaques foram Florianópolis (SC), com redução de 3,48%, e Porto Alegre (RS), com 3,18%.

O departamento informou que, em fevereiro de 2019, a cesta básica mais cara do Brasil foi encontrada em São Paulo (SP), onde os produtos saíram por R$ 482,40, seguida pelo Rio de Janeiro (RJ) (R$ 464,47) e Porto Alegre (R$ 449,95). Os menores valores médios foram observados em Salvador (R$ 362,93) e São Luís (R$ 368,82).

Entre fevereiro de 2018 e o mesmo mês de 2019, todas as cidades pesquisadas acumularam alta. Nesse período, o Dieese destacou Campo Grande (17,66%), Goiânia (14,39%) e Belo Horizonte (11,29%).

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search