quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Empresários bancam campanha contra o PT pelo WhatsApp


   Empresas estão comprando pacotes de disparos em massa de mensagens contra o PT no WhatsApp e preparam uma grande operação na semana anterior ao segundo turno.

A prática é ilegal, pois se trata de doação de campanha por empresas, vedada pela legislação eleitoral, e não declarada.

A Folha apurou que cada contrato chega a R$ 12 milhões e, entre as empresas compradoras, está a Havan. Os contratos são para disparos de centenas de milhões de mensagens.

O GPS Eleitoral, ferramenta da Folha que monitora as estratégias dos candidatos, mostra que o petista Fernando Haddad ficou na defensiva na segunda semana de campanha do segundo turno, dizendo ser alvo de notícias falsas. Já seu oponente, Jair Bolsonaro (PSL), chegou à quinta vez seguida em que o assunto mais presente em sua campanha são ataques ao PT.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search