quarta-feira, 1 de agosto de 2018

PT Nacional descarta Marília e fecha acordo com PSB para apoiar Paulo Câmara


              O nome da vereadora Marília Arraes (PT), como candidata do Partido dos Trabalhadores em Pernambuco ao Governo do Estado foi totalmente descartado após a Executiva Nacional do PT aceitar a realização de uma aliança com o PSB de Paulo Câmara. A informação repassada a sites do estado por fontes locais do PT revela que o partido aceitou como entendimento entre os dois partidos a tese da neutralidade do PSB nas eleições.

A vereadora recifense Marília Arraes (PT) foi informada por telefone pela presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, após reunião do Grupo de Trabalho Eleitoral, nesta terça-feira (31), em Brasília, de que não será mais candidata ao Governo do Estado. O PT decidiu aceitar a proposta de apoio do PSB em 11 estados. 

A decisão da Executiva Nacional acontece um dia antes do partido realizar sua convenção, justamente para definir os rumos pela candidatura própria ou pela aliança com o PSB. Segundo o blog do Jamildo, os petistas em Pernambuco estão esperando apenas a resolução formal do PT Nacional.

Nas negociações entre PT e PSB, a deputada federal pelo PCdoB, Luciana Santos teria sido peça fundamental o acordo e indicada para ocupar a vaga de vice-governadora na chapa encabeçada por Câmara. Com isso, o sonho do senador Humberto Costa (PT) de ficar à sombra do PSB se concretiza e ele passa a ocupar a segunda vaga ao Senado. A primeira seria de Jarbas Vasconcelos (MDB).

Para fechar o acordo que rifou a candidatura da vereadora Marília Arraes, o PCdoB vai retirar a candidatura presidencial de Manuela Dávila e a indicaria a vice na chapa encabeçada pelo PT. Com isso, o PT buscar isolar a candidatura de Ciro Gomes (PDT), que flertava pelo apoio do PSB e do PCdoB.

Com a saída de Marília Arraes (PT) da disputa, quem também sai perdendo é o deputado federal e pré candidato a senador Silvio Costa (Avante), que agora fica sem palanque. Fechado o apoio do PT ao PSB, a eleição em Pernambuco vai repetir a disputa de 2014 entre o senador Armando Monteiro e o governador Paulo Câmara. Naquela eleição Câmara foi vitorioso à sombra da tragédia da morte do ex-governador Eduardo Campos (PSB), de quem era indicado.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search