sábado, 6 de abril de 2019

TCE suspende licitação de R$ 12,7 milhões em Jaboatão dos Guararapes


          Uma medida cautelar, expedida monocraticamente na última quinta-feira (05) pela conselheira Teresa Duere, determinou ao Secretário de Saúde de Jaboatão dos Guararapes que suspenda as decisões tomadas em relação ao Pregão Presencial nº 039/2018 (Processo Licitatório nº 208/18). A licitação é destinada à formação de registro de preços para a eventual prestação de serviços de limpeza hospitalar nas unidades de saúde do município, dentre outros serviços.

A decisão foi tomada a partir de uma representação da empresa Atitude Serviços de Limpeza Eirelli (EPP) ao TCE, alegando possíveis irregularidades no andamento do Pregão, estimado em R$ 12.729.734,25. A Cautelar (Processo TC nº 1922247-6) ainda deverá ser referendada pela Primeira Câmara do Tribunal nos próximos dias.

Segundo a relatora do processo, a empresa apresentou uma proposta no valor de R$ 10.100.000,00 - inferior ao da empresa que atualmente presta os serviços na cidade – chegando a ser declarada vencedora do certame. Entretanto, o secretário municipal de saúde, Carlos Fernando Ferreira da Silva Filho, anulou o julgamento com base em um opinativo emitido pelo gerente administrativo e gestão de pessoas, Valdemar Pessoa de Melo.

O opinativo considerou, como critério para julgamento da capacidade técnica da empresa, itens não constantes do edital, a exemplo de percentuais mínimos, prazo de validade de atestado e área relevante, violando os princípios estabelecidos pela Lei nº 8.666/93 (caput do artigo 3º), que também se aplica à modalidade pregão.

Ainda de acordo com a decisão, um recurso administrativo impetrado pela recorrente contra a anulação do julgamento que a considerou vencedora não foi analisado nem julgado pelo município. Isso, segundo a conselheira, viola o princípio do contraditório e da ampla defesa, previsto pela Constituição Federal, em seu artigo 5º, inciso LV. A declaração de fracasso da licitação, por sua vez, pode resultar em uma possível contratação emergencial, por meio de dispensa licitatória, e acarretar prejuízo aos cofres do município.

Com base nos fatos e documentos, a relatora determinou ao secretário de saúde do Jaboatão dos Guararapes que suspenda a decisão de não declarar a Atitude Serviços de Limpeza Eirelli como vencedora do pregão e de tornar fracassado o processo licitatório. Ele terá também que julgar o recurso interposto pela recorrente, justificando o resultado mediante critérios que atendam à Lei de Licitações. As medidas deverão ser comunicadas ao Tribunal tão logo sejam implementadas.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search