quarta-feira, 31 de julho de 2019

Ibimirim: TCE pede afastamento de servidores do Instituto de Previdência por suspeita de irregularidades

Carlos Neves

                   O Conselheiro Carlos Neves, do Tribunal de Contas do Estado, ordenou o afastamento de dois servidores públicos da Prefeitura de Ibimirim, por suspeita de desvios de recursos no Instituto de Previdência dos Servidores Municipais (IBIPREV). Um relatório da auditoria do TCE apontou as irregularidades. Segundo Neves, a permanência dos servidores colocaria em risco o erário público. O afastamento será de 30 dias.

A decisão foi tomada em medida cautelar e já foi publicada no Diário Oficial. Nela são citados os nomes dos servidores Manoel Gomes Tenório e Tiago Honorato Dedil como os únicos responsáveis pela movimentação dos recursos financeiros do instituto, tendo sido nomeados como Diretor-Presidente e Diretor-Financeiro pelo prefeito do município.

Na decisão monocrática, o Conselheiro Carlos Neves ainda determinou a Coordenadoria de Controle Externo do TCE a abertura de processo de auditoria especial para prosseguir com a análise dos pagamentos irregulares de benefícios realizados pelo IBIPREV.

Notificado da medida, o prefeito Adauto Bodegão (PP) além de afastar os servidores, promoveu também a exoneração dos mesmos antes até de fazerem suas defesas. Adauto também colocou todas as informações à disposição do TCE e determinou a abertura de recadastramento dos aposentados, pensionistas e demais beneficiários do IBPREV, entre 31 de Julho e 10 de Agosto. Quem não se recadastrar terá seu benefício suspenso até a regularização.     

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search