segunda-feira, 10 de junho de 2019

Arcoverde: abaixo-assinado pede Reginaldo Amorim na direção da escola Monsenhor

Reginaldo Amorim e Fred Amâncio
          Está nas mãos do Secretário estadual de Educação, Fred Amâncio, um abaixo-assinado com mais de mil assinaturas de estudantes e pais de alunos da Escola Monsenhor José Kehrle solicitando a nomeação do professor Reginaldo Amorim para assumir a direção daquela unidade de ensino. Reginaldo foi diretor da GRE Arcoverde até o mês de maio passado.

A mobilização começou após o trágico assassinato do professor Henry Pereira, que comandava a instituição desde finais do ano passado. Com a vaga em aberto, a comunidade escolar, incluindo pais, alunos e professores, decidiu criar uma petição online direcionada ao Secretário de Educação solicitando a nomeação do professor Reginaldo Amorim para a vaga.

Segundo um dos estudantes assinantes do pedido, Amorim “tem experiência comprovada, foi um grande gestor à frente da GRE e pode retomar o trabalho de organização que o professor Henry vinha fazendo na escola, agregando alunos, professores, funcionários e a comunidade”.

Informações dão conta de que o maior empecilho para ida do ex-gestor da GRE para a direção da Escola Monsenhor José Kehrle, que está sob o comando de uma interventora até a definição do novo gestor, seria a prefeita de Arcoverde, Madalena Britto (PSB). Apontada como responsável pela saída de Amorim da GRE, ela estaria vetando o nome do mesmo para a direção da escola.

A Escola Monsenhor José Kehrle está situada entre os bairros da Boa Esperança e JK, numa área considerada de risco social, e atende a mais de 1.200 alunos. Pelos dados gerais fornecidos pelo MEC a escola teria 24 salas de aula e 82 funcionários, além de laboratórios de informática e ciências.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search