sexta-feira, 31 de maio de 2019

Saúde investiga surto da doença de chagas em Ibimirim


      A Secretaria de Saúde de Pernambuco está investigando o maior surto agudo de doença de Chagas registrado no estado. Até esta sexta-feira (31), 20 pessoas tiveram resultado laboratorial positivo para a doença. Dessas, oito estão internadas no Hospital Oswaldo Cruz, no Centro do Recife, com quadro estável. Outras 12 fazem tratamento em casa. (Veja vídeo acima)

De acordo com a SES, as pessoas contaminadas participaram de um retiro religioso em Ibimirim, no Sertão do estado, durante a Semana Santa, mas não há evidências para definição da forma de transmissão da doença. A primeira notificação foi feita no dia 20 de maio. Ao todo, 77 pessoas participaram do retiro.

O chefe do Serviço de Infectologia HUOC, Demetrius Montenegro, explica que os médicos não perceberam inicialmente que eram casos de Chagas. "Chegaram pessoas com quadro de febre, dor no corpo, mancha no corpo, edema, inchaço nas pernas, nas articulações, dores articulares, que são sintomas muito semelhantes com o que a gente vive hoje em dia de arbovirose", detalha.

"É muito raro você ter um surto de doença de Chagas agudo assim, nessa magnitude", diz Montenegro.

Além dos 20 casos confirmados, cinco já passaram por exames e outras 52 pessoas que participaram do evento devem passar por exames, uma vez que a doença de Chagas pode ficar sem sintomas durante anos.

Por estar em fase aguda, o médico Wilson Oliveira, da Casa de Chagas, diz que a perspectiva de cura dos pacientes contaminados no retiro existe, ao contrário dos pacientes que estão na fase crônica.

"Ainda assim, quem foi contaminado deve ser acompanhado até o fim da vida. O tratamento com remédios dura apenas 60 dias. Eles não podem mais doar sangue nem órgãos. Felizmente, nenhum paciente apresentou comprometimento neurológico", afirma.

A investigação de como os pacientes foram contaminados pelo barbeiro é de responsabilidade da Secretaria Estadual de Saúde do estado. George Dimech, gerente de doenças transmissíveis da SES-PE, explica que uma equipe foi encaminhada a Ibimirim, onde aconteceu o retiro.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search