terça-feira, 28 de maio de 2019

Nova fase da Lava Jato no RJ tenta prender bancários suspeitos de ajudar a lavar dinheiro

             A Polícia Federal (PF) tenta prender nesta terça-feira (28) funcionários do Bradesco em mais uma etapa da Operação Lava Jato no RJ. Os bancários estão entre os três alvos no total. Até as 9h, uma mulher tinha sido presa.

A força-tarefa investiga se os gerentes ajudaram a lavar dinheiro da quadrilha de doleiros exposta na Operação Câmbio, Desligo, há quase um ano. Os Mandados de prisão foram expedidos contra Júlio Cesar Pinto de Andrade; Robson Luiz Cunha Silva e Tânia Maria Aragão de Souza Fonseca, que já foi presa.

As prisões foram determinadas pelo juiz Marcelo Bretas, que também expediu mandados de busca e apreensão em endereços ligados aos suspeitos.

Deflagrada em junho de 2018, a Operação Câmbio, Desligo prendeu 30 pessoas em quatro estados.

Segundo a polícia, 3 mil empresas offshore em 52 países movimentaram US$ 1,6 bilhão (R$ 6,5 bilhões). As empresas ficam em paraísos fiscais e são usadas para ocultar o verdadeiro dono do patrimônio depositado em uma conta.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search