segunda-feira, 11 de março de 2019

Catar pagou US$ 880 milhões à Fifa por Copa-2022


           O jornal britânico The Sunday Times trouxe na edição de domingo (10) a informação de que o Catar pagou US$ 880 milhões (R$ 3,4 bilhões) para ser o país sede da Copa do Mundo de 2022 o que seria o mais novo escândalo de corrupção envolvendo a Fifa. O caso teria acontecido em 2010, quando Joseph Blatter ainda era presidente da entidade.

De acordo com a publicação, o canal de TV Al Jazira, financiada pelo governo do Catar, pagou duas parcelas de US$ 400 milhões e US$ 480 milhões, três anos depois, à Fifa pelo país ser oficializado como sede do Mundial em cumprimento a contrato assinado 21 dias antes da decisão, em 2010.

Segundo o The Times, antes de o Catar ser eleito a sede da Copa, executivos da emissora de TV assinaram um contrato fazendo a oferta à Fifa. "O contrato incluiu uma taxa de sucesso sem precedentes de US$ 100 milhões que seria paga em uma conta designada pela Fifa somente se o Catar tivesse sucesso nas eleições para a Copa do Mundo em 2010", escreve o jornal.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search