sexta-feira, 10 de maio de 2019

Polícia faz operação para prender homens que descumpriram medida protetiva

          A Polícia Civil de Pernambuco desencadeou, nesta sexta-feira (10), a Operação Libertas, para prender homens que descumpriram medida protetiva de urgência e se aproximaram de mulheres os denunciaram por agressão. Ao todo, foram emitidos oito mandados de prisão e, até as 7H, ao menos três tinham sido cumpridos.

A investigação começou em abril deste ano, sob responsabilidade da delegada Ângela Patrícia. Segundo a polícia, todos os alvos são agressores que praticaram violência doméstica e familiar contra a mulher.

Os mandados foram expedidos pela juíza da Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, da Comarca do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. Ao todo, 50 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães.

Os presos são encaminhados para a sede do Departamento de Polícia da Mulher, no Recife. Detalhes preliminares da ação vão ser divulgados na manhã desta sexta.

Somente em março deste ano, foram 3.681 casos de violência doméstica reportados à polícia no mês de março, contra 3.615 registros no mesmo período de 2018. No trimestre, as queixas foram de 9.783, no ano anterior, para 10.660, o que significa uma diferença de 877 notificações a mais.

Em janeiro deste ano, um menino de 11 anos e uma adolescente de 13 foram assassinados a facadas pelo padrasto, em Moreno, no Grande Recife, de acordo com a Polícia Civil. A mãe das crianças tinha uma medida protetiva contra o homem pela Lei Maria da Penha, devido às agressões. Ele foi autuado em flagrante por tentativa de estupro e duplo homicídio. Do G1

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search