Mostrando postagens com marcador VACINA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador VACINA. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Campanha de Mega Vacinação contra Covid-19 começa neste sábado

                         Começa neste sábado (20), a campanha nacional de Mega Vacinação contra a Covid-19. Para dar visibilidade à ação, o Ministério da Saúde vai promover eventos simultâneos nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Manaus, Curitiba, Salvador e Brasília. O ministro Marcelo Queiroga participará da iniciativa no Rio, que ocorrerá na Cidade das Artes.

A intenção é incentivar a população a voltar aos postos de vacinação para tomar a segunda dose ou a dose de reforço. A campanha tem como slogan "Proteção pela medade não é proteção" e vai até 26 de novembro. Neste período, os postos de vacinação em todo país estarão preparados para intensificar a imunização da população.

A ação pretende incentivar que os 21 milhões de brasileiros que não tomaram a segunda dose da vacina procurem os postos e completem o ciclo vacinal. A iniciativa também pretende atingir as pessoas que estão aptas a tomar a dose de reforço. Cerca de 9,3 milhões de pessoas podem reforçar a imunidade contra a doença com uma terceira dose.

“Nós queremos convidar a todos os brasileiros que não foram tomar a segunda dose, assim como a dose de reforço, a procurar as Unidades Básicas de Saúde, salas de vacinação e as estratégias usadas em cada município. Essas doses estão disponíveis para a população, que ficará mais protegida e ajudará o Brasil a superar a crise sanitária e dar exemplo com uma das campanhas de vacinação mais bem-sucedidas do mundo, promovida integralmente pelo Sistema Único de Saúde”, disse o ministro da Saúde. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

sexta-feira, 5 de novembro de 2021

Covid-19: mais de 14 milhões estão com segunda dose da vacina atrasada

                     Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aponta que mais de 14 milhões de brasileiros estão com a segunda dose da vacina contra Covid-19 em atraso de mais de 15 dias. A informação foi divulgada hoje (4) no segundo Boletim VigVac, produzido pela Fiocruz Bahia, com base em dados até 25 de outubro.

Os pesquisadores ressaltam que o número de pessoas com a dose em atraso de mais de 15 dias duplicou, entre 25 de setembro e 25 de outubro, saltando de cerca de 7 milhões para 14.097.777. Cerca de metade dos atrasados já deveria ter tomado a segunda dose há mais de 30 dias e 14% deles já perderam o prazo há mais de 90 dias.

A análise levou em conta apenas atrasos de mais de 15 dias por considerar o tempo de entrada das informações na Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) e por entender que um tempo curto de atraso pode ocorrer por motivos de dificuldade de agendamento e indisponibilidade das pessoas para se vacinarem. Além disso, os pesquisadores ponderam que o risco individual não é elevado em um intervalo relativamente curto de demora na conclusão do esquema vacinal.  

Entre as vacinas utilizadas no Brasil, AstraZeneca, Coronavac e Pfizer requerem a aplicação da segunda dose para que a imunização seja considerada completa. O número de atrasos para a AstraZeneca é de 6.739.561; Coronavac, 4.800.920; e Pfizer, 2.557.296. Os dados do atraso na segunda dose podem ser consultados em um painel mantido pela Fiocruz Bahia.

Os pesquisadores alertam que o atraso diagnosticado no sistema de informações do Ministério da Saúde pode ser justificado por diferentes razões, como a própria demora em buscar a segunda dose, a lentidão para registro na base de dados, o esgotamento e a sobrecarga das equipes de gestão, vigilância e atenção à saúde, a disseminação de notícias falsas sobre a imunização, a falta de estoque de reserva de imunizantes e mortalidade, dentre outros.  

Apesar dessa variedade de possibilidades, a pesquisa ressalta que os gestores de saúde devem fazer uma análise cuidadosa para identificar as causas mais prováveis do atraso em cada localidade. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/ 

segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Pfizer entrega mais 1,3 milhão de doses de vacina ao Brasil

                        Um avião com mais de 1,33 milhão de doses de vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech desembarcou neste domingo (17) pela manhã no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo.

Esse foi o sexto lote entregue somente nesta semana, totalizando 10 milhões de doses. Essas doses são referentes ao segundo contrato estabelecido entre o governo brasileiro e a farmacêutica. Até o fim do ano, a estimativa é de entrega de 100 milhões de doses da vacina. No primeiro contrato estabelecido com o Brasil, a Pfizer já havia entregue outras 100 milhões de doses.

Antes de as vacinas serem distribuídas para a população, elas passarão por um controle de qualidade. De acordo com o Ministério da Saúde, das mais de 310,4 milhões de doses de vacina distribuídas no Brasil, 94,2 milhões são do imunizante da Pfizer/BioNTech.

Até este momento, mais de 260,1 milhões de doses de vacinas contra covid-19 foram aplicadas no Brasil, sendo 151,3 milhões delas de primeira dose. Segundo o Ministério da Saúde, mais de 108,7 milhões de brasileiros já completaram o esquema vacinal. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Pernambuco recebe nova remessa de vacinas contra a Covid-19 da AstraZeneca

                    Pernambuco recebeu, nesta quarta-feira (13), um novo lote com 4,5 mil doses da vacina da AstraZeneca. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), a remessa será encaminhada ao estoque estratégico do Estado, para auxiliar municípios que relatem eventualidades que impossibilitem o avanço de suas respectivas campanhas de imunização.

O lote foi descarregado no Aeroporto Internacional do Recife, na Zona Sul da capital pernambucana, de onde foi encaminhado à sede do Programa Estadual de Imunizações (PNI-PE).

Desde o início da campanha de vacinação contra a Covid-19, em janeiro deste ano, Pernambuco recebeu 13.627.350 doses de vacinas contra a Covid-19.

Desse total, foram 4.707.170 da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz, 4.481.720 da Coronavac/Butantan, 4.264.650 da Pfizer/BioNTech e 173.810 da Janssen. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

segunda-feira, 11 de outubro de 2021

Brasil supera hoje a marca de 100 milhões com imunização completa

                              O Brasil se aproxima de romper a barreira de 100 milhões de pessoas com o esquema completo de vacinação contra a Covid-19. Ontem, o país chegou a 99.315.948 vacinados com as duas doses, ou a única, no caso da Janssen. Neste fim de semana, foram aplicadas mais de 1 milhão de doses ao dia, segundo dados do Localiza SUS, divulgados ontem. Mesmo que quase a metade da população brasileira esteja com o esquema de vacinação completo, ainda não é o momento de relaxar com as medidas de proteção. Afinal, a pandemia matou mais de 601 mil pessoas.

Cerca de 149,5 milhões de pessoas estão parcialmente imunizadas, ou seja, receberam pelo menos uma dose. Em relação ao total da população, este número equivale a 70,07%. Mesmo que os números sejam otimistas, ainda falta para atingir a chamada imunidade de rebanho. De acordo com o médico intensivista do Hospital Brasília Rodrigo Biondi, muitas pessoas já estão com a imunidade contra a doença enfraquecida devido ao tempo da última vacina. 

“A maioria dos totalmente vacinados é de idosos, que já se imunizaram há algum tempo, e é como se eles não fizessem parte destes 100 milhões. Então, para considerar a imunidade de rebanho, deve ser quando há vacinação em massa de 70% a 80% da população com o esquema vacinal completo. Mesmo que esteja um pouco longe, existem alguns outros problemas relacionados (à imunidade de rebanho), como as variantes e, por mais que as vacinas disponíveis mostrem efetividade contra elas, nenhum imunizante é completamente eficaz”. “Outro fator que a gente precisa levar em consideração são os hospedeiros e a maioria é assintomáticos. São as crianças e os adolescentes que ainda têm esquema de vacinação tardio. Mesmo com estudos avançados para vacinar esta população, ainda há resistência”, disse. 

O médico explica que, quando puder vacinar esta faixa etária, valerá a pena por dois motivos: existir mortalidade, mesmo que baixa, e porque eles são geralmente hospedeiros assintomáticos. “Crianças pequenas têm muito contato com as outras. É difícil ter distanciamento social e elas têm muito mais interação social do que os adultos. Então, quando elas estão em ambientes com maior proporção de contágio, elas podem pegar e contaminar um adulto”, explicou. 

Recentemente, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga repudiou leis que obrigam o uso de máscaras. “Sou absolutamente contrário. O governo federal defende primeiro a dignidade da pessoa humana, a vida, a liberdade. Eu acho que uma lei para obrigar qualquer coisa é um absurdo, porque não funciona. Temos que fazer as pessoas aderirem às recomendações sanitárias”, disse.

A infectologista Ana Helena Germoglio, do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), aponta o contrário e, apesar da queda de casos, não é o momento de relaxar nas medidas de proteção. “No último ano, a gente já aprendeu a relaxar em muitas medidas que não são tão eficazes contra a pandemia, como por exemplo, lavar as compras e tomar banho toda hora que chegasse em casa. Então, já há um certo relaxamento. Mas, as outras medidas são simples, principalmente o uso de máscara.” 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

Paulo Câmara sanciona lei que torna vacinação de servidores obrigatória em Pernambuco

                         O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, sancionou a lei que torna obrigatória a vacinação contra a Covid-19 de servidores, empregados públicos, militares de estado, contratados temporários e prestadores de serviço contratados pelos órgãos e poderes do Estado. 

Após ser apresentado, tramitado em regime de urgência na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e aprovado pelos deputados por 34 votos a favor e seis contrários em segunda discussão no plenário, na última quinta-feira (7), o projeto tornou-se lei com a publicação no Diário Oficial do Estado de sábado (9) e já está em vigor.

Segundo o texto da lei complementar nº 458, será permitido o exercício funcional regular para aqueles que tomaram a primeira dose até o curso da imunização completa com a aplicação da segunda dose da vacina, respeitados os prazos definidos no calendário de vacinação municipal, desde que devidamente comprovado.

"Aqueles que não comprovarem a realização da primeira dose ou dose única da vacinação contra a Covid-19 ou não apresentarem justa causa para não o ter feito serão impedidos de permanecer nos seus locais de trabalho, sendo atribuída falta ao serviço até a efetiva regularização", diz o texto da lei.

Para a comprovação da vacinação, os servidores deverão apresentar o certificado nacional de vacinação, em versão impressa, disponível para emissão no aplicativo ou site Conecte SUS Cidadão.

Apenas quem comprovar justa causa por natureza de saúde estará isento da vacinação e das sanções previstas na lei. Essa certificação deve ser feita mediante apresentação de declaração médica que contraindique a imunização.

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

domingo, 3 de outubro de 2021

Pernambuco recebe mais 202.410 unidades da vacina da Pfizer para doses de reforço

                     Mais 202.410 doses de vacina da Pfizer/BioNTech contra a Covid-19 chegaram a Pernambuco no início da tarde deste sábado (2). A nova remessa, segundo o Governo de Pernambuco, vai permitir ao Estado iniciar a aplicação de doses de reforço nos profissionais de saúde e em pessoas acima dos 60 anos de idade, além de proporcionar a complementação de outros esquemas vacinais.

O novo lote seguiu para sede do Programa Estadual de Imunizações (PNI-PE), para conferência e separação para encaminhamento às Gerências Regionais de Saúde (Geres).

“Em relação à aplicação das doses de reforço dos trabalhadores de saúde, ficou acertado que o Estado realizará as ações junto aos trabalhadores da rede estadual e os municípios devem ficar responsáveis pelos serviços sob sua gerência”, destacou a superintendente de Imunizações do Estado, Ana Catarina de Melo. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

sexta-feira, 1 de outubro de 2021

Mais de 200 refrigeradores científicos são entregues a Pernambuco para armazenamento de vacinas

                       A Neoenergia Pernambuco concluiu a entrega dos 204 refrigeradores científicos no estado. Os equipamentos vão servir para o armazenamento das vacinas, sejam elas contra a Covid-19 ou qualquer outra doença. A iniciativa integra o Programa de Eficiência Energética da distribuidora, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). 

“Essas doações reforçam nosso compromisso com a sociedade e com o poder público para que possamos vencer juntos mais este desafio que é a covid-19”, disse o supervisor de Eficiência Energética da Neoenergia Pernambuco, Artur Costa.

De acordo com a empresa, os refrigeradores científicos têm temperatura programável e constante entre 2ºC e 8ºC. Além disso, os equipamentos possuem sensores de temperatura, bateria que permite autonomia de 12 horas sem energia convencional mantendo seu funcionamento pleno e um sistema de alarme remoto a distância, que realiza chamadas telefônicas se houver uma queda de temperatura ou a bateria estiver em um nível baixo. As câmaras de conservação doadas são de fabricação nacional e têm capacidade de 280 litros, suficientes para armazenar cerca de 18 mil doses de 0,5 ml.

A doação desses equipamentos totaliza um investimento de aproximadamente R$ 1,9 milhão. A instalação de cada refrigerador científico deve injetar no sistema elétrico uma carga de 89 kW e consumo anual de 781 MWh, que será compensado com o recolhimento, em cada município, de dois equipamentos de refrigeração antigos e troca de lâmpadas para postos de saúde, hospitais e para consumidores residenciais baixa renda. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

sábado, 25 de setembro de 2021

Paulo Câmara convoca população para vacinação no Dia D da segunda dose contra a Covid-19

                            O governador Paulo Câmara alertou, em pronunciamento nesta sexta-feira (24.09), que este sábado, 25 de setembro, será um dia importante na luta contra a Covid-19 em Pernambuco. A data foi escolhida para que todos os 184 municípios pernambucanos se mobilizem em um mutirão, visando a aplicação da segunda dose. A ação foi denominada de Dia D.

“Estamos com 65% da nossa população vacinada com a primeira dose, mas apenas 33% com a imunização completa. São cerca de 780 mil pernambucanos com a segunda dose atrasada e é fundamental que consigamos avançar nesse público”, justificou o governador, apresentando números referentes à população total do Estado, e não apenas aos adultos.

De acordo com Paulo Câmara, o momento atual é de queda na quantidade de novos casos e óbitos. No entanto, à medida que se aproxima o fim do ano, costumeiramente há um registro maior de doenças respiratórias. “Precisamos chegar a esse período com a maior quantidade possível de pernambucanas e pernambucanos totalmente imunizados contra a Covid-19”, argumentou. 

Segundo o governador, para que aconteça uma retomada plena de todas as atividades em 2022, e para deixar para trás esse capítulo difícil da história, é preciso intensificar a vacinação. “Se você está com a segunda dose em atraso, compareça neste sábado ao posto mais próximo da sua casa e fortaleça sua imunização contra o novo coronavírus”, concluiu.

Buíque - O município está convocando todos que já tomaram a primeira dose e estão no tempo para tomar a segunda dose a procurarem as Unidades Básicas de Saúde, das 08h às 13h. Todas as equipes de vacinação vão estar atuando para garantir a segunda dose a todos que procurarem as UBS.

Arcoverde - Na Capital do Sertão os 14 pontos de vacinação estarão disponíveis das 8h às 16h, durante a realização do Dia ‘D’ contra a Covid-19, no município. A vacinação ocorrerá em 11 UBS, no SESC, AESA e no polo da Praça da Bandeira. 

Itaíba – O município vai realizar o Dia D da Segunda Dose da vacina contra a Covid-19 no Centro de Convivência e Vínculos, das 08h às 12h e pede que todos que forem completar o esquema de vacinação levar o Cartão de Vacina e o Cartão do SUS.

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

segunda-feira, 20 de setembro de 2021

PE recebe 100,5 mil doses de AstraZeneca e lança campanha incentivando 2ª dose contra a Covid

                          Pernambuco recebeu, nesta segunda (20), mais 100,5 mil doses da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19. Esse é o imunizante que, de acordo com o governo estadual, está em falta em ao menos 40 cidades para aplicação da segunda dose.

No mesmo dia, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) anunciou uma campanha para incentivar as pessoas a finalizarem o ciclo de imunização.

O voo com o novo lote de imunizantes chegou às 16h50 ao Aeroporto Internacional do Recife/Gilberto Freyre/Guararapes. Do terminal, os imunizantes foram levados para a sede do Programa Nacional de Imunizações (PNI-PE, na Zona Norte da capital Pernambucana.

De acordo com a SES, as novas doses da AstraZeneca serão utilizadas exclusivamente para a aplicação de segundas doses.

Conforme a orientação do Ministério da Saúde, ratificada pelo governo estadual, em caso de falta, as pessoas que receberam a vacina produzida pela Fiocruz devem receber o imunizante da Pfizer.

A nova remessa da AstraZeneca deve ser encaminhada na terça-feira (21) para as sedes das Gerências Regionais de Saúde (Geres). Nesses locais, as doses ficam à disposição dos gestores municipais para retirada.

Desde o início da campanha de vacinação, em 18 de janeiro, Pernambuco recebeu 12.260.000 doses de vacinas contra a Covid-19, sendo 4.316.770 da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz, 4.481.720 da Coronavac/Butantan, 3.287.700 da Pfizer/BioNTech e 173.810 da Janssen.

Quase 740 mil pessoas estão com atraso na segunda dose da vacina contra a Covid-19. Por causa disso, o governo anunciou que vai lançar uma campanha para incentivar que as pessoas completem os esquemas de imunização.

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/


sábado, 18 de setembro de 2021

Câmara técnica da Saúde fala em renúncia coletiva caso Queiroga não recue na suspensão de vacinação

                      Em reunião nesta sexta-feira (17), membros da câmara técnica do Plano Nacional de Imunizações exigiram mudança de posição e retratação do Ministério da Saúde em relação à suspensão da vacinação em adolescentes de 12 a 17 anos contra o novo coronavírus.

Eles querem que a pasta diga claramente que a câmara não foi consultada na decisão pela suspensão e que se comprometa a retomar a vacinação dos adolescentes.

Caso não ocorra, eles disseram que pretendem entregar suas posições na câmara. O pleito teve apoio unânime entre os participantes da reunião.

O grupo é composto por professores, especialistas, representantes de sociedades de classe e conselhos de secretários estaduais e municipais de Saúde, e é responsável por subsidiar tecnicamente o ministério em suas decisões. Se o ministério vai tomar decisões sem consultá-los, afirmaram, não faz sentido manter seus nomes associados às medidas tomadas pela pasta.

O ministério foi representado no encontro por Rosana Leite de Melo, secretária extraordinária de enfrentamento à Covid-19, que disse que levaria os recados ao ministro Marcelo Queiroga. Segundo relatos dos presentes, o encontro foi marcado pelas críticas dos membros da câmara técnica, que Queiroga ignorou ao decidir pela suspensão.

A perfomance de Queiroga ao longo do episódio foi descrita como desastrosa. O ministério foi criticado por suspender a vacinação devido ao óbito de uma adolescente que, ao que tudo indica, não teve qualquer relação com a imunização, por surpreender a câmara técnica com a publicação da nota sobre o tema, e por gerar mensagens equivocadas à população em relação à eficácia da vacinação. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Pernambuco não interrompe a vacinação de adolescentes contra a Covid-19

                         Apesar de o Ministério da Saúde ter recuado sobre a recomendação de vacinar adolescentes entre 12 e 17 anos contra a Covid-19 usando o imunizante da Pfizer/BioNTech, a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) informou, em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (16), que não suspenderá as aplicações nesse público até que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se pronuncie oficialmente.   

De acordo com o titular da SES-PE, André Longo, os órgãos que representam as secretarias de Saúde estaduais (Conass) e municipais (Conasens) enviaram documento para a Anvisa solicitando uma posição do órgão a respeito do assunto. 

"Fomos pegos de surpresa com essa informação da suspensão. O Conass e o Conasens fizeram um documento para a Anvisa, que é o órgão que regulamenta o uso de vacinas no Brasil. E a Pfizer tem registro definitivo de uso no Brasil. Quem pode se manifestar (sobre a suspensão) é a Anvisa e, até agora, não houve nenhuma recomendação. Então, Pernambuco segue a vacinação”, disse Longo. 

Segundo ele, a decisão anunciada pelo Ministério da Saúde não foi tomada de forma tripartite, com a participação da pasta federal, do Conass e do Conasens, além da Câmara Técnica do Programa Nacional de Imunizações (PNI). 

"Infelizmente, o Ministério da Saúde, sem combinar com os estados e municípios, fez esse comunicado de forma apressada. Justo no dia em que a própria Sociedade Brasileira de Pediatria se manifestou favorável à vacinação. Realmente, pegou a todos de surpresa”, comentou o secretário de Saúde de Pernambuco. 

"Vários estados estão até revoltados com essa postura levada a público pelo MS quando, na verdade, devia ter sido feita uma reunião, ouvido a Câmara Técnica do PNI e submeter as informações à Anvisa, que foi quem autorizou o uso da vacina Pfizer nesse público de 12 a 17 anos.”

André Longo detalhou ainda que, no Brasil, cerca de 3,5 milhões de adolescentes já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19, tendo sido registrados 1.500 efeitos adversos. “É um índice muito baixo. E a maioria foram casos leves”, pontuou, afirmando que um caso suspeito mais grave ainda não pode ser atribuído à vacina sem que haja devida investigação.  

"Não há espaço para decisões políticas no PNI. Isso (suspensão) é uma decisão técnica. Havendo tecnicidade nas decisões, elas serão seguidas”, afirmou, revelando ainda que alguns adolescentes foram vacinados, de forma equivocada, com os imunizantes AstraZeneca/Oxford/Fiocruz e CoronaVac/Butantan. 

“Esses casos devem ser tratados de forma específica. Com a Pfizer, temos segurança. Essas outras vacinas não devem ser utilizadas (no público de 12 a 17 anos) e os que tomaram devem ser acompanhados."

"A vacina da Pfizer é autorizada nos EUA, em grande parte da Europa. Como todo medicamento, as vacinas têm eventos adversos, que vão de leve a mais grave. Qualquer evento adverso mais sério precisa ser investigado. A informação que temos hoje é que a vacina da Pfizer é segura para ser usada em adolescentes. Estamos aguardando a posição da Anvisa. Mas queremos reforçar a segurança do que estamos falando, baseado em evidências sólidas. Outra ressalva, a OMS continua preconizando a vacina da Pfizer para adolescentes”, reforçou o representante da Sociedade Brasileira de Imunizações em Pernambuco, Eduardo Jorge. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

terça-feira, 14 de setembro de 2021

Pernambuco anuncia 'Dia D' de vacinação contra Covid em 25 de setembro

                      Mais de 600 mil pessoas estão com a aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 atrasada, em Pernambuco. Por causa disso, o governo anunciou, nesta segunda (13), que vai fazer um "Dia D", em 25 de setembro, para convocar a população para completar o ciclo de imunização. Entre as vacinas aplicadas no Brasil, somente a da Janssen é aplicada em dose única.

Atualmente, além da Janssen, são aplicadas no Brasil a CoronaVac, que tem intervalo de até 28 dias entre as doses, e os imunizantes da Pfizer e da AstraZeneca, cuja bula, aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), prevê até 90 dias entre a primeira e segunda aplicações.

Uma reunião da Comissão Intergestora Bipartite (CIB) foi feita nesta segunda, reunindo os municípios e a Secretaria Estadual de Saúde. No encontro, ficou acertado que os municípios deverão, a partir da próxima semana, fazer ações para impulsionar a cobertura vacinal com segunda dose.

Caberá a cada cidade montar os esquemas logísticos para o "Dia D", já que as ações de vacinação são definidas a nível municipal. Também nesta segunda, o estado informou que ao menos 40 cidades não têm estoque da vacina da AstraZeneca para completar o ciclo vacinal dos moradores.

Nesse caso, segundo a SES, a orientação do Ministério da Saúde é para que, caso haja estoque, a vacina da Pfizer seja utilizada nas pessoas que tomaram a primeira dose da AstraZeneca.

A escassez de doses ocorre devido a um atraso no envio do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), componente utilizado para produzir a vacina, à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Dose de reforço

Os gestores também discutiram a aplicação da dose de reforço de vacinas contra a Covid-19. Como anunciado anteriormente, a orientação do estado é para que a terceira aplicação ocorra, primeiramente, para pessoas a partir de 70 anos e imunossuprimidos graves, bem como para idosos a partir de 60 anos que vivem em abrigos de longa permanência.

No caso dos idosos, é preciso ter completado o ciclo de imunização há pelo menos seis meses, independente da vacina aplicada.

O grupo de imunossuprimidos graves inclui transplantados, pessoas vivendo com HIV/Aids, quem faz quimioterapia e pacientes em hemodiálise. Para esse grupo, a aplicação pode ocorrer 28 dias após a última dose (segunda ou única).

A vacina a ser utilizada para a dose adicional deverá ser, preferencialmente, Pfizer ou, de maneira alternativa, Janssen ou Astrazeneca.

As doses de reforço devem ser distribuídas aos municípios a partir do dia 15 de setembro, conforme previsão de envio do Ministério da Saúde. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Pernambuco tem 40 municípios sem estoque de AstraZeneca para segundas doses

                         Levantamento divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), nesta segunda-feira (13), indica que 40 municípios de Pernambuco estão sem estoque da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca para segundas doses. Na região da VI Geres, o município da Pedra figura na lista divulgada pela SES. 

Segundo a pasta, a orientação do Ministério da Saúde é que, caso haja doses disponíveis, a segunda aplicação nos moradores dessas cidades pode ser feita com o imunizante da Pfizer, num esquema chamado de heterólogo, quando há o intercâmbio de fabricantes entre as duas aplicações.

O atraso na entrega das doses, segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), responsável pela produção da AstraZeneca no Brasil, informou na última sexta-feira (10), foi causado por um “aumento de demanda global por insumos utilizados na produção de vacinas, o que se reflete em algumas dificuldades de abastecimento”.

A Fundação informou que atua junto a fornecedores e empresas parceiras para manter o cronograma de vacinação, atualmente atrasado por causa dessa falta de insumos importados da China.

Em coletiva de imprensa, na última quinta-feira (9), o secretário estadual de Saúde, André Longo, falou sobre o cenário de falta de doses da vacina da AstraZeneca em Pernambuco.

Longo citou a estratégia definida de fazer a substituição pela Pfizer, a partir de recomendação do Ministério da Saúde e falou sobre o prazo de aplicação da AstraZeneca de 60 a 90 dias.

quarta-feira, 8 de setembro de 2021

Covid-19: Arcoverde inicia vacinação para quem tem a partir de 16 anos

                        A Secretaria de Saúde de Arcoverde e o PNI Municipal iniciaram nesta quarta-feira (08) a nova etapa de vacinação contra a Covid-19, para quem tem a partir de 16 anos, sem comorbidades. A etapa também segue vacinando adolescentes a partir dos 12 anos com comorbidades.

As aplicações acontecem no horário das 8h às 16h, nos pontos da quadra do Sesc Arcoverde, Aesa e na Praça da Bandeira. Para receber a imunização, é necessário levar RG, CPF, Cartão do SUS e comprovante de residência.

Até agora, Arcoverde vacinou 61,9% da população total com a primeira dose da vacina e 39,5% com a imunização completa com a segunda dose ou dose única. Já foram vacinados 46.610 arcoverdenses com a 1ª Dose e 29.739 que estão com a imunização completa.

Casos - Arcoverde tem hoje 7.208 casos confirmados da Covid-19, sendo que 7.022 foram recuperados da doença e 135 arcoverdenses foram à óbito. O município tem hoje 51 casos ativos da doença e 118 suspeitos. Em relação aos leitos hospitalares para a Covid-19, o Hospital Regional Ruy de Barros Correia está com 30% de ocupação nas 10 vagas disponíveis de UTI e 0% de preenchimento nas 10 vagas de enfermaria. No Hospital Memorial Arcoverde, não há pacientes nos 10 leitos de UTI.

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

sexta-feira, 3 de setembro de 2021

Novo lote de vacina da Astrazeneca chega a Pernambuco

                         Um novo lote de vacina contra Covid-19 da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz chegou a Pernambuco no fim da tarde desta quinta-feira  (2). As 35,5 mil unidades devem ser usadas exclusivamente para aplicação da segunda dose nos trabalhadores da educação básica, completando o esquema vacinal desse grupo, informou o Governo do Estado. 

Do aeroporto, os imunizantes foram levados à sede do Programa Estadual de Imunização (PNI-PE) para checagem, armazenamento e separação por município.

A previsão do governo é de que a distribuição às Gerências Regionais de Saúde (Geres) será feita no início da manhã desta sexta-feira (3).

A superintendente de Imunizações da Secretaria Estadual de Saúde, Ana Catarina de Melo, alerta para a importância de os trabalhadores concluírem seus esquemas vacinais.

Desde o início da campanha de vacinação, em janeiro deste ano, Pernambuco já recebeu 10.513.140 doses de vacinas contra a Covid-19. Desse total, foram 4.169.020 da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz; 3.931.320, da Coronavac/Butantan; 2.240.550, da Pfizer/BioNTech; e 172.250, da Janssen. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Pernambuco recebe mais 54 mil unidades de vacina da Pfizer contra Covid-19 para segunda dose

             Pernambuco recebeu uma nova remessa com 54.990 unidades de vacina Pfizer/BioNTech contra a Covid-19. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), as doses devem ser utilizadas para garantir a segunda aplicação do imunizante para pessoas com deficiência ou comorbidades

O lote chegou ao Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre, na Zona Sul, na noite da quarta-feira (1°), e seguiu para a sede do Programa Estadual de Imunização (PNI-PE), na Zona Norte da capital pernambucana.

Na mesma data, Pernambuco também recebeu 502 mil unidades da CoronaVac/Butantan destinadas para aplicação de primeiras e segundas doses na população geral.

No caso da Pfizer, é necessário uma segunda dose com intervalo de três meses da primeira. Já a CoronaVac precisa de uma segunda imunização com hiato que pode variar entre 21 e 28 dias, de acordo com o Ministério da Saúde.

Na sede do PNI-PE, as doses foram checadas e separadas por cidade, de onde seguem para as 12 Gerências Regionais de Saúde e ficam disponíveis para a retirada dos gestores municipais.

Desde janeiro deste ano, Pernambuco recebeu 10.477.640 doses de vacinas contra o novo coronavírus, sendo 4.133.520 unidades da AstraZeneca/Fiocruz, 3.931.320 vacinas da CoronaVac/Butantan, 2.240.550 imunizantes da Pfizer/BioNTech e 172.250 unidades da Janssen, que é dose única.

De acordo com boletim divulgado pela SES na quarta-feira (1°), desde o início da campanha de vacinação, o estado aplicou 8.130.750 doses de vacinas contra o novo coronavírus. Desse total, 2.540.697 pessoas completaram seus esquemas vacinais, sendo 2.367.706 com imunizantes aplicados em duas doses e outras 172.991 contempladas com vacina aplicada em dose única. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

Governo Bolsonaro reduz em 85% verba para compra de vacinas contra Covid em 2022

                      O governo Jair Bolsonaro (sem partido) reservou para compras de vacina contra a Covid-19 em 2022 um valor 85% menor do que o previsto para 2021. De acordo com o Orçamento do ano que vem apresentado ao Congresso na terça (31), serão R$ 3,9 bilhões para aquisição de imunizantes, contra R$ 27,8 bilhões autorizados para a mesma finalidade neste ano.

Segundo representantes do Ministério da Saúde, o valor será destinado à compra de vacinas da AstraZeneca produzidas com insumos da Fiocruz, além de seringas.

O montante é suficiente para o governo adquirir somente 140 milhões de doses da AstraZeneca, quantidade que não chega nem a cobrir o necessário para uma aplicação em toda a população adulta -o Brasil tem hoje cerca de 160 milhões de pessoas com 18 anos ou mais.

Para justificar a diminuição do valor, membros da pasta afirmam que o cenário da pandemia ainda é incerto e que há possibilidade que parte das doses já adquiridas em 2021 sobrem e possam ser utilizadas no próximo ano. Eles dizem ainda que possíveis novos contratos com outros fornecedores, caso necessários, seriam fechados até dezembro para garantir entregas em 2022.

A definição deve ocorrer conforme surgirem dados de novos estudos sobre aplicação de doses de reforço, apontam -o que pode fazer com que mais recursos também sejam necessários. Ainda segundo o grupo, a previsão de 140 milhões de doses foi calculada com base em uma projeção de entregas da Fiocruz.

Em nota, o Ministério da Saúde afirmou que aguarda resultados de estudos em andamento para avaliação da necessidade de vacinas no próximo ano.

sexta-feira, 20 de agosto de 2021

Pernambuco recebe mais de 215 mil doses da CoronaVac para vacinar moradores de 18 a 59 anos

                             Um novo lote com 215.300 doses da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan contra a Covid-19, chegou a Pernambuco na manhã desta sexta-feira (20). Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), esses imunizantes são destinados à aplicação de primeiras e segundas doses na população de 18 a 59 anos de idade.

Os imunizantes chegaram ao Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre, na Zona Sul da cidade, por volta das 10h. Em seguida, foram encaminhados para a sede do Programa Estadual de Imunização (PNI), na Zona Norte da cidade.

No local, as doses são checadas e separadas por município. De lá, elas seguem para as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres), onde podem ser retiradas pelas prefeituras.

No caso da CoronaVac, para completar o esquema vacinal é necessária a aplicação de uma segunda dose após um intervalo de 28 dias.

Na terça-feira (17), o estado recebeu um lote com 125 mil unidades da vacina AstraZeneca/Fiocruz. Segundo a SES, os imunizantes foram destinados à aplicação de segundas doses para pessoas com comorbidades e deficiência.

Desde janeiro deste ano, quando teve início a campanha de vacinação contra a Covid-19 no estado, Pernambuco recebeu 8.905.130 doses, sendo 3.906.770 da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz, 3.107.380 da CoronaVac/Butantan, 1.718.730 da Pfizer/BioNTech e 172.250 da Janssen.

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades

terça-feira, 17 de agosto de 2021

Pernambuco recebe lote com mais 125 mil vacinas da AstraZeneca para segundas doses

                        Pernambuco recebeu, na madrugada desta terça-feira (17), um novo lote com mais 125 mil doses da AstraZeneca para o reforço da vacinação contra a Covid-19. O voo com as 125 mil doses aterrisou no Aeroporto do Recife por volta da 0h50. Do terminal aéreo, o lote foi levado à sede do Programa Estadual de Imunização (PNI-PE) para checagem e armazenamento.

“Com esse novo lote, poderemos avançar mais, completando o ciclo vacinal das pessoas com comorbidades e deficiência”, afirmou o governador Paulo Câmara. 

Os imunizantes seguirão para as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) já na manhã desta terça-feira, juntamente com as 98.280 doses de vacinas da Pfizer/BioNTech que chegaram na tarde de segunda-feira (16), para que os gestores façam as retiradas.

“Temos reforçado com a população a importância de completar o esquema vacinal contra a Covid-19. Então, se você já tomou a primeira dose, fique atento ao prazo para a segunda dose e não deixe de se vacinar quando for a hora”, ressaltou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Desde o início da campanha de vacinação, em 18 de janeiro, 8.689.830 doses foram disponibilizadas aos pernambucanos, sendo 3.906.770 da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz, 2.892.080 da Coronavac/Butantan, 1.718.730 da Pfizer/BioNTech e 172.250 da Janssen.

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades