Mostrando postagens com marcador ELEIÇÕES. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ELEIÇÕES. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Após atrair Alckmin, Lula busca Aloysio Nunes e deve se reunir com Fernando Henrique

                    Em meio ao flerte com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (recém-saído do PSDB e ainda sem partido), cotado para ser vice na chapa encabeçada pelo PT, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem procurado ampliar a aproximação com outras figuras históricas do PSDB.

Na sexta-feira, ele se reuniu com o ex-ministro do governo Temer Aloysio Nunes Ferreira, que também foi candidato a vice na chapa tucana de Aécio Neves em 2014.

Segundo o ex-ministro, Lula tem buscado rivais antigos, mas que hoje se opõem ao governo de Jair Bolsonaro, para, ainda que não consiga apoio já na eleição, como deve acontecer no caso de Alckmin, construir pontes que o ajudem num eventual governo.

Cientes de que um apoio já na eleição, ou ao menos no primeiro turno, pode ser difícil, aliados do petista afirmam que a estratégia é importante para abrir diálogo e também preparar apoio para a eventualidade de o presidente Jair Bolsonaro questionar o resultado eleitoral se sair derrotado.

Antes de Aloysio, Lula já havia se encontrado, no ano passado, com o ex-governador de Goiás Marconi Perillo, o ex-senador Arthur Virgílio (AM), o senador licenciado Tasso Jereissati (CE) e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Segundo a assessoria de imprensa do Instituto FHC não há novas reuniões previstas.

A ala do PSDB procurada por Lula não ocupa mais cargos na direção do partido e hoje tem bem menos influência nas decisões da legenda. Lula tem buscado nomes, como o de Tasso Jereissati, que não são aliados do pré-candidato tucano à presidência, o governador de São Paulo João Doria. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Gravatá sediará encontro do PSDB nesta segunda-feira (17)

                       Nesta segunda-feira (17), tucanos de todo o estado estarão reunidos no Centro Desportivo Gravataense para debater os rumos do PSDB nas eleições deste ano e avaliar as gestões municipais do partido no Agreste pernambucano. O evento contará com a presença de Raquel Lyra, prefeita de Caruaru e provável candidata da sigla ao governo do estado, e do ex-prefeito de Gravatá, Joaquim Neto.

A finalidade da reunião é unir o partido e avaliar os próximos passos que serão dados pelo diretório estadual antes do pleito. De acordo com Raquel esse evento é “mais um importante passo do nosso partido dentro do processo de preparação para as eleições deste ano”. Apesar da expectativa, a oficialização da pré-candidatura ao Palácio do Campo das Princesas não deverá ocorrer na ocasião.

Lideranças das cinco mesorregiões pernambucanas participarão do encontro, apesar do foco na região Agreste – que contempla a maior parte das prefeituras tucanas no estado. Atualmente, o partido governa as cidades de Caruaru, Catende, Lagoa do Carro, Ouricuri, São Joaquim do Monte e Vertentes.

Na disputa deste ano, a legenda vislumbra a possibilidade de aumentar a bancada na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), que hoje conta apenas com a deputada Alessandra Vieira. Para esta missão, a sigla deve lançar os ex-prefeitos Edson Vieira (Santa Cruz do Capibaribe), Izaías Régis (Garanhuns) e Débora Almeida (São Bento Una). Próxima a Raquel, Débora ainda não é filiada ao partido, mas a situação já estaria encaminhada, assim como a entrada do ex-deputado estadual José Humberto Cavalcanti.

Solitária na bancada da Alepe, Alessandra pode concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados. Deputado federal entre 1999 e 2011, Armado Monteiro também cogita a possibilidade de retornar a Brasília. O encontro do dia 17 servirá para alinhar os projetos. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Primeira pesquisa de 2022 aponta vitória de Lula no primeiro turno

                         A primeira pesquisa de 2022, realizada pela Quaest Consultoria e Pesquisa e paga pela Genial Investimentos, mostra que o ex-presidente Lula (PT) mantém a liderança na corrida pelo Palácio do Planalto e tem chances de vencer o pleito já no primeiro turno.

Os dados da pesquisa estimulada mostram que o petista tem 45% das intenções de voto, seguido de longe por Jair Bolsonaro (PL), que tem 23%. Na sequência aparecem Sergio Moro (Podemos) com 9%, Ciro Gomes (PDT) com 5% e João Doria (PSDB) com 3%.

No segundo turno contra Bolsonaro, Lula tem 54%, enquanto o atual chefe do governo federal tem apenas 30%.

Contra Moro, Lula tem 50% e o ex-juiz, declarado parcial pelo Supremo Tribunal Federal (STF), tem 30%.

O petista vence em todos os cenários.

O levantamento foi realizado entre 6 e 9 de janeiro e ouviu 2.000 pessoas presencialmente. A pesquisa foi registrada nos sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e pode ser encontrada pelo número de identificação: BR-00075/2022. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

Líder do PSB na Alepe é mais uma socialista a defender indicação de Geraldo Julio

                          Se ainda paira dúvidas de quem será o candidato do PSB ao Governo do Estado, a turma ligada a Família Campos (Renata Campos), segue fazendo declarações em defesa do nome do ex-prefeito do Recife e atual secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Geraldo Julio.

A bola da vez foi a líder do PSB, Partido Socialista Brasileiro, na Assembleia Legislativa do Estado, a deputada estadual Laura Gomes. Ela afirma que entre os “quadros” da estrutura partidária, o ex-prefeito do Recife é um dos nomes mais fortes para encabeçar a majoritária da Frente Popular para eleições ao governo estadual neste ano.

Ela tem feito essa afirmação ao longo de várias entrevistas, mas sempre destacando que a condução do processo é do governador Paulo Câmara. Laura enxerga que o PSB tem muitas opções de políticos preparados, bem cotados, para escolha do futuro candidato. “Seria terrível se não tivéssemos nomes suficientes para uma boa escolha, mas ocorre justamente o contrário, o que nos dá tranquilidade para agirmos com mais acerto junto à população”.

Laura tem mais de 30 anos no partido e ressalta que Geraldo Julio tem histórico pessoal e político, afinidade ideológica e postura, bem como um conjunto de serviços prestados à população do estado, que o credenciam seguramente nessa definição da chapa em Pernambuco nas eleições 2022. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Humberto Costa informou a Paulo Câmara que vai buscar Frente Popular para viabilizar sua candidatura

                          Durante entrevista ao programa Folha Política da Rádio Folha FM 96,7, nesta segunda-feira (10), o senador do PT Humberto Costa, confirmou o seu desejo de concorrer ao Governo do Estado em 2022. O parlamentar esteve na última sexta-feira com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), para comunicar que o PT já está procurando os partidos da Frente Popular em busca da sua candidatura. O petista defendeu a formação de uma chapa liderada por ele e que tivesse o chefe do Executivo estadual como candidato a senador.

Segundo o senador, a decisão do PT se deu pela demora da confirmação de um candidato pelo PSB. “A decisão final será da Frente Popular e da direção nacional do PT que chamou para si a última palavra em relação a todos os estados em que o partido apresenta o desejo ou a vontade de ter uma candidatura. Então eu acho que o PT não pode ser excluído logo de cara dessa disputa. Óbvio que o PSB tem um nome que seria natural que é o do ex-prefeito Geraldo Julio que fez uma excelente administração na cidade do Recife, conseguiu eleger o seu sucessor, mas até o presente momento ele não assumiu essa candidatura. Eu imagino que, posso estar enganado, que uma chapa formada por mim como candidato a governador e Paulo Câmara como candidato a senador com o apoio de Lula, é uma chapa quase imbatível,” afirmou. 

Para justificar a sua candidatura, Humberto Costa falou ainda que a sua jornada política é compatível com a vaga. “Eu tenho um currículo de deputado estadual e federal, vereador mais votado da história do Recife, secretário municipal de saúde, secretário das cidades, ministro da saúde, duas vezes senador, inclusive o mais votado em 2018. Então eu tenho um lastro para ter pelo menos o meu nome analisado pela Frente Popular,” enfatizou. 

Mesmo com os argumentos do petista, Paulo Câmara não parece convencido da sua necessidade de abandonar o cargo de Governador do Estado oito meses antes do final do mandato. “Ele me disse que permanece até o final do mandato se não houver nenhuma mudança no posicionamento do PSB. E eu acho um grande desperdício porque o governador Paulo Câmara está fazendo um grande governo, acho que vai sair consagrado como um dos melhores governadores que Pernambuco já teve, uma pessoa que tem feito um governo sem máculas, que não tem nenhum tipo de acusação séria contra si e uma liderança que hoje conduz a Frente Popular. Então simplesmente ele voltar para casa, voltar pro Tribunal de Contas, acho que é um desperdício”, avaliou Humberto Costa.
Caso a posição do PSB mude e o então governador decida disputar a eleição, a vice-governadora Luciana Santos (PCdoB), iria assumir até o final do mandato, sendo a primeira mulher a assumir efetivamente o cargo no Estado.

Mesmo confirmando a sua vontade de assumir a liderança em Pernambuco, o parlamentar se diz tranquilo desde que Lula seja eleito para a Presidência da República. “ Estamos aqui para seguir a decisão do partido, eu inclusive tenho uma posição muito tranquila porque estou no meio do meu mandato, eu tenho hoje uma legitimidade dentro do senado federal, se eu não for governador, mas o presidente Lula ganhar a eleição, eu tenho certeza de que lá no senado eu vou exercer um papel político importante,” finalizou. Da Folhape

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Eleições 2022: principais datas da corrida eleitoral definidas pelo TSE

         Por Dr. Pedro Melchior de Mélo Barros*

                     Nesse ano, 149 milhões de brasileiros estarão aptos a comparecerem às urnas em outubro para escolher seus próximos deputados, senadores, governadores e presidente, mas o calendário eleitoral já está valendo. 

Aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral em dezembro de 2021, o calendário eleitoral de 2022 determina que o primeiro turno das eleições acontecerá em 2 de outubro, e um eventual segundo turno, em 30 de outubro. A previsão é que os resultados sejam divulgados nos mesmos dias. 

Neste ano, outra novidade é que o horário de votação será uniformizado em todo o país, deixando de haver diferenças por conta de fuso horário. O ano já começou com algumas regras do calendário em vigor: desde 1º de janeiro, pesquisas de opinião devem ser registradas em um sistema do TSE.

Além disso, já há limites impostos à distribuição de bens e benefícios pela administração pública; à realização de ações sociais por entidades nominalmente vinculadas a candidatas e candidatos; e ao gasto público com publicidade. Abaixo algumas das principais datas do calendário eleitoral de 2022:

3 de março a 1º de abril: janela partidária: Durante o período, é permitido que deputados estaduais, distritais e federais mudem de partido para concorrer em eleições proporcionais ou majoritárias sem perder o período final de seus mandatos. 

2 de abril: limite para filiações, estatutos e renúncias: A seis meses da votação, esta é a data limite para que candidatos tenham sua filiação confirmada pela legenda com a qual pretendem concorrer; também é o prazo para que partidos e federações tenham seus estatutos registrados pelo TSE; e para que aqueles no cargo de presidente, governador e prefeito renunciem aos seus mandatos caso pretendam concorrer a outros cargos. 

4 de maio: limite para transferência de título: Este é o prazo para que os eleitores solicitem o alistamento (primeira via do título), transferência (do domicílio eleitoral, em caso de mudança de cidade, por exemplo) ou revisão (de informações do cadastro eleitoral). Por conta da pandemia de coronavírus, estes serviços estão concentrados no atendimento online, através da plataforma Título Net. 

12 de julho a 18 de agosto: voto em trânsito: Eleitores que estiverem fora de seu domicílio eleitoral podem votar caso estejam no dia do pleito em uma capital ou cidade com mais de 100 mil eleitores e façam a habilitação para o voto em trânsito entre 12 de julho e 18 de agosto — indicando onde pretendem votar. Isto também pode ser feito no Título Net. 

18 de julho a 18 de agosto: adaptações para eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida: Pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida podem pedir neste prazo, através do Título Net, para votar em outra seção ou local de votação mais convenientes para sua acessibilidade. 

20 de julho a 5 de agosto: convenções partidárias: Período fundamental nas eleições, as convenções são encontros decisórios em que parte dos filiados de um partido, normalmente uma cúpula, decide os cargos para os quais a sigla concorrerá, assim como quem serão os candidatos. A data da convenção varia de partido para partido. 

15 de agosto: limite para registro de candidaturas: Após as convenções, os partidos já podem registrar seus candidatos, com prazo final para isso em 15 de agosto. 

16 de agosto: campanha na rua e nas plataformas digitais: A partir desta data, é permitida a propaganda eleitoral na internet e na imprensa escrita; o uso de alto-falantes (em determinados horários); e a realização de comícios, caminhadas, carreatas, entre outras modalidades de campanha. Há um prazo para que estas formas de publicidade terminem antes da realização do primeiro turno, variando entre 29 de setembro e 1º de outubro a depender do tipo de divulgação. Para o segundo turno, a realização de campanha é retomada em 3 de outubro. 

26 de agosto a 29 de setembro: Início da propaganda eleitoral gratuita na TV e rádio de 1º turno. 

29 de setembro: último dia para debate: Esta quinta-feira será o último dia em que será possível realizar debates na TV e rádio antes da realização do primeiro turno, mas há uma tolerância para que o debate se estenda até às 7h do dia 30 de setembro, segundo resolução do TSE. 2 de outubro: Primeiro turno das eleições. 

7 de outubro a 28 de outubro): Início da propaganda eleitoral gratuita na TV e rádio de 2º turno.

30 de outubro: Segundo turno. 

Janeiro e fevereiro de 2023: Posse. Candidatos, eleitores, profissionais dos setores contábil, jurídico e marketing eleitoral, devem estar atentos aos prazos, que são rígidos e não se prorrogam. 

* Especialista em Direito Administrativo, Eleitoral e Tributário. Advogado de Municípios Pernambucanos

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

terça-feira, 4 de janeiro de 2022

Eleições: Ponto de Vista aponta nomes favoritos a uma vaga na ALEPE

                         A disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco aponta para um grande acirramento em 2022, segundo revela o blog Ponto de Vista do jornalista Wellington Ribeiro. Em seu Radar Político, ele aponta os pré-candidatos competitivos na disputa por vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco nas eleições de 2022. Entre os nomes conhecidos estão Kaio Maniçoba, Luciano Duque e Izaías Regis.

Não bastassem os ao menos 44 deputados(as) que irão concorrer à reeleição, para o próximo pleito existe um verdadeiro batalhão de pré-candidatos(as) competitivos chegando. Em 2018 a renovação na ALEPE alcançou mais da metade do Legislativo Estadual. Para 2022 existe um sentimento de que essa proporção possa se repetir.

Fazem parte desse grupo de pré-candidatos competitivos Rodrigo Farias, Dannilo Godoy, Franz Hacker, Cayo Albino, Tiago Pontes, Kaio Maniçoba, Jarbas Filho, Luciano Duque, Eriberto Filho, Albérisson Carlos, Sileno Guedes, Mário Ricardo, Dido Vieira, Hélio Guabiraba, Fred Ferreira, Chico Kiko, Cléber Chaparral, Delegado Rossine, Kaio Maniçoba, José Patriota, João Victor Queiroz, Jorge Carreiro, Júnior Matuto, Aderaldo Pinto, Júlio Lóssio, Raffiê Delon, Bruno Pereira, Izaías Régis, Aline Mariano, Débora Almeida e Victor Fialho, além dos veteranos Lula Cabral, Socorro Pimentel, João Fernando Coutinho e Beto Accioly.

Neste grupo são encontradas facilmente aqueles que devem superar 40 mil/50 mil votos, além de outros com potencial de 30 mil e 20 mil votos que a depender da escolha certa em relação ao partido possuem grandes chances de emplacar vagas. Do blog Ponto de Vista

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

quinta-feira, 23 de dezembro de 2021

Levanta Pernambuco chega forte à RMR com Raquel Lyra e Anderson Ferreira

                       O encontro do Movimento Levanta Pernambuco desta quarta-feira, em Jaboatão, mostrou que o bloco de oposição formado por PL, PSDB, PSC e Cidadania está tomando corpo. O anfitrião foi o prefeito Anderson Ferreira, que é cotado para disputar o Governo do Estado, numa parceria com a também pré-candidata Raquel Lyra, prefeita de Caruaru.

O Movimento fez várias reuniões no interior, mas o de hoje foi na Região Metropolitana onde Anderson e seu grupo político exercem forte liderança. A prova disso foi a quantidade de lideranças políticas e pessoas presentes numa casa de eventos, em Piedade.

“Esse é um movimento que surgiu da unidade de pessoas do bem, que quer colocar Pernambuco na frente. Eu e Raquel lideramos um movimento que une a experiência de cidades que apresentam resultados. Vivenciamos pandemia, crise e cada um de nós teve que buscar sua própria fórmula sem a solidariedade do Governo do Estado. É um governo covarde e fraco que se deixa levar por questões pessoais. É um absurdo Pernambuco ser primeiro lugar em desemprego e é falta de competitividade e terceiro colocado em extrema pobreza. Eu sonho em ver Pernambuco que dá emprego, crianças em creches, com segurança. Pernambuco precisa de um governador ou de uma governadora que tenha pulso e determinação. E nosso Estado terá”, garantiu Anderson Ferreira.

Raquel Lyra também não poupou críticas ao governo e ressaltou a importância de circular pelo Estado ouvindo a população. “Vivemos o desafio de superar a desigualdades, o desemprego e a fome. Percorremos Pernambuco e ouvimos as pessoas. Estamos aqui porque sabemos que podemos fazer diferente. Pernambuco não pode andar à deriva. Falam em retomada. Retomar o que se não começou?”, disparou. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

quinta-feira, 16 de dezembro de 2021

Datafolha: Lula tem 48% no primeiro turno, contra 22% de Bolsonaro

                 Pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta quinta-feira (16) pelo site do jornal "Folha de São Paulo" revela os índices de intenção de voto para a eleição presidencial de 2022. O levantamento aponta que Lula mantém a frente sobre Bolsonaro.

A pesquisa ouviu 3.666 pessoas entre os dias 13 e 16 de dezembro em 191 cidades brasileiras. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Pesquisa estimulada de intenções de voto no 1º turno

Cenário A

Lula (PT): 48%

Jair Bolsonaro (PL): 22%

Sérgio Moro (Podemos): 9%

Ciro Gomes (PDT): 7%

João Doria (PSDB): 4%

Em branco/nulo/nenhum: 8%

Não sabe: 2%

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

TSE aprova resolução contra fake news nas eleições de 2022

                     O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou por unanimidade, a resolução que regulamentará as eleições de 2022. Uma das normas visa combater "afirmação caluniosa, difamatória, injuriosa ou sabidamente inverídica, difundidos por qualquer veículo de comunicação social, inclusive provedores de aplicativos de internet e redes sociais".

Conforme a resolução, a partir da escolha de candidatas e candidatos em convenção, será assegurado o exercício do direito de resposta aos postulantes, ao partido político, à federação de partidos ou à coligação que forem atingidos, ainda que de forma indireta, por notícias falsas.

De acordo com a resolução, se houver determinação para a remoção de conteúdo em ambiente de internet, a ordem judicial deverá fixar prazo razoável para o cumprimento, não inferior a 24 horas, e deverá conter, sob pena de nulidade, a URL (endereço eletrônico), para averiguação. Os provedores de aplicação ou de conteúdo poderão ser oficiados para cumprir determinações judiciais.

Por meio da resolução, também fica estabelecido que, até 20 de julho do ano da eleição, as emissoras de rádio e televisão e os demais veículos de comunicação — inclusive provedores de aplicações de internet — deverão, independentemente de intimação, apresentar ao órgão da Justiça Eleitoral dados da empresa, com endereços, incluindo o número de telefone móvel que disponha de aplicativo de mensagens instantâneas.

Por meio desses endereços, os veículos receberão ofícios, intimações ou citações e poderão, ainda, indicar procuradora ou procurador com ou sem poderes para receber citação judicial.

Segundo o relator da instrução, ministro Edson Fachin, as ações propostas foram frutos de discussões apresentadas por meio de audiência pública, no mês passado, que contaram com sugestões apresentadas por Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), entidades da sociedade civil e cidadãs e cidadãos que contribuíram com a formulação da atualização do regramento eleitoral.

Na terça-feira, a Polícia Federal intimou o presidente Jair Bolsonaro a prestar depoimento no inquérito aberto para apurar a divulgação da investigação sigilosa sobre um ataque hacker ao sistema interno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2018. A apuração foi aberta em agosto, por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), após o chefe do Executivo publicar nas redes sociais a cópia do inquérito e distorcer informações para alegar supostas fraudes nas eleições, sem apresentar provas.

Numa live, em agosto deste ano, o presidente distorceu as informações da apuração sigilosa da PF para fazer alegações falsas sobre fraudes nas eleições e questionar o sistema de segurança das urnas eletrônicas. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

quinta-feira, 9 de dezembro de 2021

Lula continua na liderança e pode vencer no primeiro turno, diz pesquisa da Genial

                              O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está se consolidando na liderança da corrida para as eleições de 2022, de acordo com edição de dezembro da pesquisa Genial/Quaest, divulgada nesta quarta-feira (08/12). A exemplo da anterior, o petista tem chance de vencer no primeiro turno, pois detém mais de 50% dos votos válidos.

Nos quatro cenários da pesquisa de intenção de voto para presidente no primeiro turno, Lula lidera com 46% a 48% da preferência e 52% dos votos válidos. Enquanto isso, Bolsonaro detém 23% a 27%.  Brancos e nulos variaram entre 7% e 10% e 4% e 5%, respectivamente.

Em um eventual segundo turno, Lula vence em todas situações em que é mencionado, com percentuais variando de 53% a 58% nos cinco cenários dos sete que constam no levantamento.  Contra Bolsonaro, o petista vence com o placar de 55% a 33%. E, contra o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), o placar é de 63% contra 29%. Contra Ciro Gomes (PDT), Lula vence com 54% contra 21% e, contra João Dória (PSDB) o placar passa para 58% a 14%. E, contra Rodrigo Pacheco (PSD) a vantagem é maior ainda, de 58% contra 13%.

Se a eleição fosse hoje, Bolsonaro não consegue se eleger. Em um eventual segundo turno, além de perder para Lula, o chefe do Executivo também perde para ex-ministro da Justiça e para o ex-governador do Ceará. Contra Moro, o placar seria de 34% a 31% a favor do ex-juiz. Ciro tem uma vantagem maior do que Moro sobre o atual presidente, de 39% contra 34%.

O levantamento foi feito entre os dias 2 e 5 de dezembro com 2.037 entrevistas presenciais em todos os estados brasileiros. A margem de erro é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

segunda-feira, 6 de dezembro de 2021

MDB lança Simone Tebet nesta quarta-feira (8)

                           A Executiva Nacional do MDB vai homologar, nesta quarta-feira (8), às 10 horas, em Brasília, o nome de Simone Tebet como pré-candidata à Presidência da República. Senadora pelo Mato Grosso do Sul, Simone é a grande aposta do partido.

A reunião da Executiva contará com a participação dos presidentes dos diretórios estaduais, além de governadores e prefeitos do MDB. A aguerrida militância será representada, especialmente, pela Secretaria do MDB Mulher e os núcleos Juventude, Afro, Trabalhista, Socioambiental, Diversidade.

 “A candidatura da Simone nasceu por uma vontade da nossa militância, que se identifica muito com ela: uma mulher séria, mãe e professora que sempre foi do MDB. De março para cá, conversei com dirigentes da sigla que concordaram com esse desafio para 2022”, diz o deputado Baleia Rossi (SP), presidente nacional do MDB.

Simone Tebet é senadora da República desde 2015. Foi vice-governadora, deputada estadual e prefeita de Três Lagoas (Mato Grosso do Sul). No Senado, foi a primeira mulher a comandar a Comissão de Constituição e Justiça e a primeira também a concorrer à Presidência do Senado. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM 

https://www.instagram.com/afolhadascidades

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

terça-feira, 30 de novembro de 2021

Lula alimenta chapa com Alckmin para disputa presidencial

                    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reforçou a hipótese de ter Geraldo Alckmin (de saída do PSDB) na vice de sua chapa presidencial em 2022 e disse que aguarda a definição do novo partido do ex-governador para avançar nas negociações. Em entrevista para a rádio Gaúcha FM nesta terça-feira, 30, o petista afirmou que ambos estão buscando construir um acordo.

"Tive uma extraordinária relação com o Alckmin no meu governo. Ele está definindo qual será seu partido político e nós estamos no processo de conversar. Vamos ver se é possível construir uma aliança política. Mas é o seguinte: eu quero construir uma chapa para ganhar as eleições", disse.

Nesta segunda-feira, 29, Alckmin fez novos acenos a uma aliança com Lula durante conversa a portas fechadas com presidentes de centrais sindicais, que defendem a aliança. O tucano, que negocia filiação no PSB, PSD e União Brasil, tem sido cortejado por petistas para dar um caráter ideológico mais amplo à candidatura Lula, sinalizando ao centro e valorizando a responsabilidade fiscal no histórico de Alckmin como gestor.

Durante a entrevista, Lula voltou a afirmar que ainda não bateu o martelo sobre sua candidatura à Presidência, embora tenha assumido uma agenda claramente pré-eleitoral, de costuras regionais. Se eleito, disse, vai rever a política de paridade de preços da Petrobras para tentar controlar a inflação, tema usado pelo petista como munição contra o presidente Jair Bolsonaro. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/


quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Bonito é o próximo destino do Movimento Levanta Pernambuco

                            Os desafios do Agreste Central serão debatidos no encontro que o Movimento Levanta Pernambuco realiza nesta quinta-feira, 18 de novembro, no município de Bonito, a partir das 17h. O debate será na AABB, localizada na PE-103.

Coordenam a iniciativa a presidente do PSDB Pernambuco e prefeita de Caruaru, Raquel Lyra; o prefeito de Jaboatão dos Guararapes e presidente do PL, Anderson Ferreira; o deputado federal e presidente do Cidadania, Daniel Coelho; e o deputado federal e presidente do PSC, André Ferreira. 

Até o final de dezembro, o Movimento vai percorrer todas as regiões de desenvolvimento do estado para ouvir da população os reais problemas de Pernambuco e construir soluções para o futuro. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

quarta-feira, 17 de novembro de 2021

Sileno Guedes assegura que o PSB terá candidato na chapa majoritária para Governo do Estado

                        O secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude do Estado de Pernambuco, Sileno Guedes, destacou o anúncio de mais investimentos do Governo Paulo Câmara para o Agreste Meridional. “Obras que vão melhorar o abastecimento de água, a infraestrutura das cidades, e sobretudo o mais importante, que os investimentos estarão gerando empregos fazendo com que a economia se movimente”, pontuou durante participação no programa Cidade em Foco da Rede Pernambuco de Rádios.

Guedes ressaltou o esforço e o desempenho do governador Paulo Câmara que soube enfrentar a pandemia com muita competência, organizando o Estado, permitindo a condução de Pernambuco para a retomada de um desenvolvimento econômico nesse período pós pandemia. O secretário revelou que por determinação de Paulo Câmara, através de investimentos na área social, “está garantido o funcionamento dos CRAS através do repasses de recursos”. Destacou que está sendo implementado o programa de cozinha comunitária, que vai oferecer duzentas refeições diárias nos municípios contemplados. 

Eleições 2022: Sileno asseverou haver um consenso na Frente Popular e que a decisão é para o PSB compor a chapa majoritária com o candidato na disputa para Governador de Pernambuco. “Paulo Câmara será o grande coordenador e o condutor dessa eleição para o ano que vem”, pontuou. Foto: Wesley D'Almeida

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/


domingo, 14 de novembro de 2021

Lula amplia vantagem sobre Bolsonaro no 2º turno

                  Em um eventual cenário de segundo turno entre o petista e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a distância entre os dois candidatos se amplia de 12 pontos porcentuais. Levantamento Exame/Ideia divulgado na sexta-feira (12) mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva liderando todos os cenários eleitorais para a Presidência em 2022.

Em um eventual cenário de segundo turno entre o petista e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a distância entre os dois candidatos se amplia de 12 pontos porcentuais, registrados na pesquisa de julho, para 17. De acordo com o levantamento, Lula seria vitorioso nas eleições por 48% dos votos, contra 31% de Bolsonaro.

O ex-presidente levaria a vitória em todos os cenários possíveis de segundo turno. Contra o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o petista ganharia com 50% contra 22%, enquanto que contra o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, que disputa com Doria as prévias do PSDB, Lula venceria com 48% contra 22%. Contra o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), o ex-chefe do Executivo ganharia de 44% contra 31%. Já na disputa contra o ex-juiz Sergio Moro, que filiou-se nesta semana ao Podemos, o petista teria a vitória por 47% contra 25%.

Em um possível segundo turno, Bolsonaro ganharia de Moro, de 32% contra 30%, mas perderia de Ciro, por 36% contra 32%.

Na pesquisa estimulada, no primeiro turno, Bolsonaro ficaria com 25% e Lula, com 35%. Os números, dessa forma, indicam uma polarização, pois os demais possíveis candidatos que foram testados obtiveram menos de 10%

Ciro teria 7% e Moro, 5%. Tanto Doria quanto Leite aparecem empatados com 2%. O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, o senador Alessandro Vieira (Cidadania), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), e Cabo Daciolo (Avante) aparecem com 1%. Já a senadora Simone Tebet (MDB) e o cientista político Luiz Felipe D’Ávila (Novo) não pontuaram. Votos em branco e nulos somam 8%, e não sabem, 12%.

Apesar de liderarem as pesquisas, Bolsonaro e Lula também são os que aglutinam maior nível de rejeição. Os entrevistados do levantamento foram questionados quem eles não votariam “de jeito nenhum”. O atual chefe do Executivo lidera com 44% no índice de rejeição, que segue com Lula com 37%. Doria e Moro empatam com 19%, Ciro aparece com 17% e Mandetta, 11%. A pesquisa ouviu 1,2 mil pessoas. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

Sérgio Moro pode fazer parte da chapa presidencial do PSDB em 2022

                           Às portas da definição das prévias do PSDB, marcada para o próximo dia 21, tucanos começam a articular prováveis chapas presidenciais. Uma dupla possível é o ex-juiz Sérgio Moro, filiado nesta semana ao Podemos, junto ao governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. Ainda que o gaúcho afirme que, no momento, não tenha nomes para a corrida eleitoral de 2022 e que o provável vice seja uma mulher, Leite vem conversando com o ex-ministro da Justiça. O governador ainda afirmou que foi convidado para a cerimônia de filiação e mantém conversas próximas com Moro.

“Moro me convidou para o seu evento de filiação, mas um conflito de agendas me impediu de estar presente. Converso com Moro assim como converso com outros partidos e líderes políticos. Mas, qualquer avanço é prematuro neste momento. Meu foco é vencer as prévias e unir o PSDB para liderarmos o centro democrático a favor do Brasil”, disse.

Eduardo Leite tem conversado ainda com outras siglas, como o PSD e DEM. No começo do mês passado, o presidente do DEM, ACM Neto, disse em entrevista ao jornal O Globo que o tucano seria a melhor aliança do partido com o PSDB em uma eventual terceira via. O soteropolitano também destacou “simpatia” pelo governador gaúcho. Poucos dias depois, em São Paulo, Leite chegou acompanhado do presidente do PSD, Gilberto Kassab, em um jantar com empresários na capital paulista.

Dentro do partido, o apoio ao governador sulista também vem ganhando amplitude. Na quarta (10), o tucano esteve em Brasília em um encontro com o PSDB Mulher. Na ocasião, Leite firmou apoios importantes para a candidatura à Presidência da República mesmo com as prévias. A prefeita de Caruaru, a presidente do PSDB-PE e provável candidata ao governo de Pernambuco, Raquel Lyra e a presidente do Tucanafro Nacional, Gabriela Cruz declararam apoio ao tucano. Naquele momento, Leite destacou a possibilidade de ter uma mulher na chapa.

“Já tive, já deu muito certo e tenho toda a vontade de ter. Claro que isso passa por uma base a ser construída, mas a minha vontade é essa. A minha decisão e o que eu vou trabalhar é para ter uma vice mulher. Já vejo muitas [mulheres] capacitadas para isso”, afirmou o tucano.

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/

sábado, 13 de novembro de 2021

“Se Paulo Câmara sair para senador, o PT assume o nome para o Governo do Estado”, confirma Doriel Barros

                    O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) em Pernambuco e deputado estadual, Doriel Barros, comentou como estão as negociações entre sua sigla e o PSB para as eleições de 2022. Em entrevista ao Blog do Alberes Xavier, nesta sexta-feira (12), Doriel informou que o PT pretende indicar o nome da deputada federal Marília Arraes ou do senador Humberto Costa para compor com a Frente Popular.

“Nós temos dois nomes sendo ventilados para a majoritária aqui em Pernambuco. Tanto a deputada federal Marília Arraes quanto o senador Humberto Costa. O PT ainda não tem posição sobre qual nome vai oferecer à Fente Popular… Aqui em Pernambuco estamos abertos para fazer esse diálogo”, disse o parlamentar.

Perguntado sobre uma possível candidatura do governador Paulo Câmara (PSB) para o Senado Federal, Doriel foi enfático ao afirmar que “se Paulo se colocar como senador o PT assumiria a condição para ter o nome para concorrer ao Governo do Estado. É isso que nós defendemos, que Paulo possa ir para o Sanado e o PT fique com a vaga do indicado para governador”.

Decisão deve sair no primeiro trimestre do próximo ano. Com a provável candidatura de Lula à presidência, o partido pretende ampliar sua bancada na Câmara Federal e na Alepe. A expectativa é ampliar para 5 deputados estaduais, atualmente são três.

“A expectativa é muito boa porque em 2022 teremos Lula, que é um grande puxador de votos. Naturalmente, o PT já tem uma quantidade de voto de legenda muito alta e com o advento da candidatura do presidente Lula isso vai fortalecer ainda mais o nosso partido”, completou Doriel. 

CURTA NOSSA FANPAGE E PERFIL NO INSTAGRAM

https://www.instagram.com/afolhadascidades/

https://www.facebook.com/afolhadascidades/