quinta-feira, 27 de junho de 2019

Arcoverde perdeu 364 vagas de empregos nos últimos 12 meses, diz CAGED


            Os dados revelados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) da atual Secretaria do Trabalho, vinculada do Ministério da Economia, referente aos números de abril indicam que nos últimos 12 meses Arcoverde perdeu 364 vagas de trabalho em todos os setores da economia, apesar de que em abril foram criados 49 postos de trabalho com 199 admissões e 150 desligamentos.

Pelos dados oficiais, o setor de serviços liderou o fechamento de vagas nos últimos 12 meses com menos 82 vagas. Em segundo lugar ficou a área da construção civil com 115 vagas fechadas e o comércio com menos 82 postos de trabalho.

Apesar dos números negativos do período de um ano, entre janeiro e abril de 2019 os dados foram um pouco melhores com a criação de 51 novos postos de trabalho. Foram 615 admissões contra 564 desligamentos. Porém os números foram muito inferiores ao mesmo período de 2018, quando foram criadas 259 vagas de trabalho em Arcoverde. Isso representa uma queda de mais de 400% na criação de empregos comparando o mesmo período de 2018 e 2019.

Pelos dados do CAGED, em abril foram admitidas 185 pessoas e desligadas outras 131, gerando um saldo positivo de 54 vagas. Em abril de 2018 o número de empregos criados foi de 49 postos de trabalho.

Em junho de 2018, aonde a prefeitura de Arcoverde diz que foram injetados R$ 30 milhões na economia e gerando mais de 3 mil empregos diretos e indiretos, os números do CAGED contradizem a propaganda oficial. Em junho do ano passado foram fechados sete (07) postos de trabalho, com um total de 131 admissões e 138 desligamentos. Em maio de 2018 foram fechadas outras dezoito (18) vagas de empregos, sendo 181 admissões e 199 desligamentos.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search