segunda-feira, 18 de março de 2019

PIB de Pernambuco cresce 1,9% em 2018 e supera crescimento nacional de 1,1%

O resultado decorreu do desempenho da agropecuária, indústria e do setor de serviços, com respectivos percentuais de crescimento de 5,3% e 2,0% e 1,7%.
O Produto Interno Bruto (PIB) de Pernambuco teve um crescimento de 1,9% em 2018, em relação ao ano anterior, superando o crescimento de 1,1% do PIB nacional. De acordo com o resultado divulgado pela Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco (Condepe/Fidem) nesta segunda (18), o estado alcançou R$ 182,8 bilhões em valores correntes.

A agropecuária, a indústria e os serviços são os setores econômicos que, segundo a Condepe/Fidem, motivaram o resultado anual. Respectivamente, os três segmentos apresentaram crescimento de 5,3%, 2,0% e 1,7%.

Na agropecuária, o saldo positivo se deve ao bom desempenho das chamadas lavouras permanentes, com incrementos na produção de uva, banana, manga e maracujá. No campo da indústria, o destaque fica com a indústria de transformação, com a expansão da fabricação de veículos automotores, produtos de metal, produtos de limpeza, de borracha e material plástico e bebidas.

No setor de serviços, as atividades imobiliárias e aluguéis, os serviços de alojamento e alimentação e serviços profissionais, administrativos e complementares são apontados como os segmentos que alavancaram o crescimento de 1,7%, em relação a 2017.

"A agropecuária foi um setor com crescimento expressivo, mas não é o único a influenciar o resultado do estado. A indústria e os serviços também têm peso. Tivemos uma retração no quarto trimestre, mas o quadro acompanhou o cenário nacional, que também foi de retração, e acredito que haverá uma recuperação para o ano de 2019", afirma o economista e gerente de estudos e pesquisas socioeconômicas da Condepe/Fidem, Rodolfo Guimarães.

No quarto trimestre de 2018, no entanto, houve uma redução de 1,1% em comparação ao semestre anterior. Segundo a Condepe/Fidem, o resultado foi motivado pelo desempenho de setores como a indústria, que apresentou queda de 10,1% no período em questão.

A agropecuária, com crescimento de 3,1%, e os serviços, com crescimento de 0,5%, também influenciaram o resultado do último trimestre de 2018.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search