sábado, 9 de fevereiro de 2019

Flamengo pagou multas por CT sem licença, mas ignorou interdição


        O Flamengo reconheceu e pagou autos de infração lavrados pela Prefeitura do Rio pela falta de licença do Ninho do Urubu, mas ignorou o edital de interdição do CT emitido pelo município. Das 31 multas aplicadas por irregularidades na documentação, o clube pagou 10. Os valores das multas não foram divulgados, e a direção ainda não se manifestou.

Segundo a administração municipal, o alvará de funcionamento que permitiria o uso do espaço não foi concedido porque o Certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros não foi apresentado pelo Flamengo. A partir de então, foram 31 multas. A prefeitura ainda emitiu edital de interdição em 20 de outubro de 2017, que não foi respeitado.

A nota diz ainda que área de alojamento atingida pelo incêndio não consta do último projeto aprovado pela área de licenciamento, em 5 de abril do ano passado, como edificada. "Em nenhum pedido feito pelo Flamengo existe a presença de um alojamento na área em questão", diz o comunicado.

No projeto protocolado, de acordo com a prefeitura, a área está descrita como um estacionamento, não como um alojamento, e não há registros de novos pedidos de licenciamento da área para uso como dormitórios.

O caso - Um incêndio na madrugada desta sexta-feira (8) deixou 10 mortos e 3 feridos no Ninho do Urubu, o Centro de Treinamento do Flamengo, na Zona Oeste do Rio. O fogo atingiu o alojamento em que vivem os atletas da base do clube. No momento em que as chamas começaram, os garotos dormiam.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search