quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Polícia procura ex-diretor de hospital acusado de desviar R$ 2,2 milhões de hospital em PE

        Um ex-diretor administrativo-financeiro do Hospital Metropolitano Norte Miguel Arraes de Alencar (HMA) está foragido da Justiça por desviar R$ 2,237 milhões dessa unidade pública de saúde localizada em Paulista, no Grande Recife. Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Rodrigo Cabral de Oliveira, de 41 anos, desviou verba do hospital, pelo menos, 137 vezes. 

As condutas criminosas teriam ocorrido durante dois anos e sete meses, entre janeiro de 2016 e julho de 2018. As investigações apontam que ele agia junto com a esposa, a gerente comercial Viviane Gelli Baptista, de 39 anos, que também está foragida. Eles são acusados de peculato.

O hospital é ligado à Fundação Professor Martiniano Fernandes (Imip Hospitalar), organização social de saúde que tem convênio com a Secretaria Estadual de Saúde. De acordo com as investigações, Rodrigo aproveitou que o Hospital Miguel Arraes usava Recibo de Pagamento Autônomo (RPA) para pagar serviços de manutenção da estrutura física da unidade, costuraria e rouparia, entre outras despesas.

Para a fraude milionária, ele emitia RPAs por serviços que nunca foram realizados. Viviane é apontada como a responsável por prospectar os “laranjas”, que receberiam os valores e repassariam ao casal.

Os desvios foram descobertos após uma fiscalização feita pelo Ministério do Trabalho no Hospital Miguel Arraes. O Imip Hospitalar instaurou uma sindicância para apurar os fatos em 18 de setembro de 2018, um dia após Rodrigo pedir demissão do cargo de diretor administrativo-financeiro do HMA.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search