segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Mortos em Brumadinho chegam a 58 e desaparecidos sobe para 305


            Passados três dias do rompimento da Barragem de Brumadinho, o número de mortos encontrado chegou a 58, segundo informou o Governo de Minas Gerais. Já o número de desaparecidos subiu para 305 de acordo com informações da própria Vale, responsável pela barragem que se rompeu deixando um rastro de destruição e ameaçando chegar ao Rio São Francisco. Pelo menos 192 pessoas foram resgatadas desde sexta (25).

No domingo os bombeiros iniciaram a evacuação de comunidades de Brumadinho após a constatação de que uma quarta barragem da Vale apresentava risco iminente de rompimento. Um alarme de aviso sobre rompimento de barragem soou às 5h30. A possibilidade de um novo rompimento foi descartada depois.

A barragem 1, que se rompeu, é uma estrutura de porte médio para a contenção de rejeitos e estava desativada. Seu risco era avaliado como baixo, mas o dano potencial em caso de acidente era alto.

Uma outra barragem, a de número 6, agora está sendo monitorada a cada uma hora pela Vale, junto com a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros. Bombas estão sendo usadas para fazer a drenagem e reduzir a quantidade de água, evitando novos problemas.

O Disque 100, do governo federal, abriu um canal especial para que os atingidos pela tragédia possam solicitar ajuda na busca de desaparecidos ou denunciar violação de direitos. As demandas são encaminhadas aos órgãos competentes, principalmente nas situações de socorro.


A chance de se localizar sobreviventes do rompimento da represa em Brumadinho é agora "bem pequena", disse neste domingo o comandante da operação de resgate do Corpo de Bombeiros, tenente coronel Eduardo Angelo, numa reunião com moradores no centro comunitário do Córrego do Feijão.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search