quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Pacientes denunciam falta de medicamentos na Farmácia do Estado em PE


       Pacientes que dependem de medicamentos para controlar doenças como epilepsia e obstruções pulmonares crônicas não têm encontrado os remédios na Farmácia do Estado, que fica no Centro do Recife. Eles denunciam que alguns remédios estão em falta há nove meses. A denúncia foi publicada hoje no portal do G1.

Desde que descobriu um tumor na cabeça, há 18 anos, Juliana Negueiros sofre com crises de epilepsia. Para controlar a doença ela precisa tomar diariamente 10 comprimidos de dois remédios diferentes. Mas, nos últimos meses, eles não têm chegado na Farmácia do Estado.

Ela conta que há pelo menos seis meses a farmácia não disponibiliza a Lamotrigina, um dos remédios que precisa tomar. O outro medicamento, o Globasan, também está em falta.

Para não atrapalhar o tratamento da filha, o motorista de aplicativo José Anderson Neves conta com a ajuda de amigos e parentes para comprar a medicação, que tem um custo de R$ 700 mensais, valor que a família não tem condições de pagar.

E não são apenas os medicamentos para epilepsia que estão em falta. Desde que operou o pulmão, o aposentado Clóvis Freitas Coelho, de 71 anos, precisa tomar Brometo de Tiotrópio todos os dias. Apesar disso, faz nove meses que ele vai até a Farmácia do Estado e não encontra a medicação.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search