quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Operações para prender suspeitos de tráfico e homicídios têm 33 mandados de prisão em Pernambuco

             A Polícia Civil desencadeou cinco operações simultâneas na manhã desta quinta-feira (27), buscando cumprir 33 mandados de prisão e 27 de busca e apreensão tanto na Região Metropolitana do Recife, quanto no Agreste de Pernambuco. O objetivo é combater quadrilhas ligadas a homicídios e tráfico de drogas e armas no estado. 

A polícia ainda não informou quantos dos alvos desta quinta-feira são pessoas que já estão no sistema prisional. "Para estancar os homicídios, é preciso combater a maior motivação desses homicídios. Daí operação ter como foco o tráfico e os homicídios", apontou o chefe da Polícia Civil, Joselito do Amaral.

Uma das operações é uma nova fase da Operação Miracles, que prendeu mais de 25 pessoas em abril deste ano. Para a Miracles 2, foram emitidos cinco mandados de prisão e outros sete de busca e apreensão domiciliar pela Vara Criminal da Comarca do Recife.

Amaral apontou que o chefe da quadrilha alvo da Miracles está em um presídio de segurança máxima, mas que o grupo continuava atuando com tráfico de drogas. "A operação ocorre na comunidade dos Milagres, no Ibura [Zona Sul do Recife]. Pegamos os remanescentes dessa organização", adiantou o chefe da Polícia Civil.

Na Golden Ball, são oito de prisão e outros três de busca, enquanto na Beach, são outros cinco de prisão e quatro de busca. Durante o cumprimento dos mandados de busca, a polícia localizou armas e drogas, mas quantidades não foram informadas.

As três operações são de responsabilidade do delegado Ivaldo Pereira e, em todos os casos, os alvos vinham sendo investigados tanto por homicídio, quanto por tráfico de drogas e comércio ilegal de armas de fogo.

A quarta ação desta quinta-feira é comandada pelo delegado Diego Acioli. As investigações que resultaram na operação Ália começaram em fevereiro deste ano. Ao todo, foram emitidos dez mandados de prisão e outros quatro mandados de busca e apreensão domiciliar pela Vara Criminal da capital.

Em Caruaru, o delegado Rodolfo Bacelar comanda a ação denominada Sprint Final. Foram emitidos cinco mandados de prisão e outros nove de busca e apreensão pela Vara Criminal da comarca do município. Os alvos são ligados a tráfico de drogas na região.

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search