quarta-feira, 7 de novembro de 2018

DEM indica deputada federal para ser ministra da Agricultura


         Contrariando o discurso de que não negociaria cargos com partidos e faria um governo de técnicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) anunciou hoje o nome da deputada federal e coordenadora da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Tereza Cristina (DEM), como a futura Ministra da Agricultura. O nome foi avalizado pela bancada ruralista e pela União Democrática Ruralista – UDR.

Engenheira agrônoma e empresária de 64 anos, Tereza Cristina tem uma longa trajetória no setor agropecuário. Ela foi uma das lideranças que defenderam a aprovação do Projeto de Lei 6.299, que flexibiliza as regras para fiscalização e aplicação de agrotóxicos no país.

A UDR havia indicado anteriormente para o posto o deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS). Um dos principais líderes da UDR é Nabhan Garcia, um conselheiro próximo a Bolsonaro.

Ela é a primeira mulher a ser anunciada para o ministério; questionado ontem, Bolsonaro disse que sua equipe “com certeza” contaria com mulheres.
Na equipe de transição, todos os 27 nomes anunciados inicialmente eram homens; diante da repercussão negativa, quatro mulheres foram adicionadas – três ligadas ao Exército e uma economista.

Já estão confirmados como ministros Paulo Guedes, para Economia; Sérgio Moro, para Justiça; Onyx Lorenzoni, para Casa Civil; Marcos Pontes, para Ciência e Tecnologia; e o general Augusto Heleno, para o Gabinete de Segurança Institucional.

                      PUBLICIDADE

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search