sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Câmara Municipal do Cabo de Santo Agostinho elege mesa diretora com vereadores afastados


             A Câmara Municipal do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, se reuniu, nesta quinta-feira (8), para eleger a nova mesa diretora do legislativo municipal. A votação durou menos de 20 minutos e teve a inscrição de uma única chapa, que foi eleita por unanimidade para um mandato suplementar. O vereador Neto da Farmácia (PDT) continua como presidente interino. 

Cinco vereadores do Cabo tiveram os mandatos suspensos pela Justiça por suspeitas de contratação de "funcionários fantasmas" para a casa. Um deles, Mário Anderson da Silva Barreto (PSB), voltou às atividades por causa de uma decisão judicial.

Os outros quatro vereadores afastados são o presidente da Câmara, Anderson Bocão (PSB), Amaro do Sindicato (PRB), Neemias José da Silva (PV) e Ezequiel dos Santos (PT). Apesar de não estarem trabalhando, eles continuam recebendo R$ 12.500 por mês.

Das 17 cadeiras na Câmara Municipal do Cabo de Santo Agostinho, duas ainda estão vagas, pois, dos quatro vereadores que tiveram os mandatos suspensos pela Justiça, apenas os suplentes José Maria (PTB) e Tadeu Anjos (PSD) assumiram. 

Na pauta dos vereadores, também estava a instalação de uma comissão para apurar as denúncias contra o prefeito Lula Cabral (PSB), preso em 19 de outubro por suspeita de participar da transferência de R$ 92,5 milhões do Instituto de Previdência do Cabo (Caboprev) para um fundo de investimento composto por ativos de risco.

Apesar da eleição da mesa diretora, a comissão de investigação teve a votação adiada, mais uma vez. Na terça-feira (6), moradores protestaram na Câmara Municipal pedindo a instalação da comissão. Do G1

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search