quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Socialistas fazem as contas para garantir vaga na Câmara dos Deputados

Danilo Cabral é um dos deputados do grupo da morte da Frente Popular e
foi um dos parlamentares que votaram pela saída de Dilma Rousseff
            Com apenas 20 candidatos de um total possível de 37, o chapão da Frente Popular composto por PSB, PCdoB, MDB e PSD deve ser tornar o chamado Grupo da Morte da Copa das Eleições de 2018. Nele, tem pelo menos cinco deputados federais de mandato tentando a reeleição e outros quatro novatos que prometem barulho.

Os novatos na disputa são João Campos, Milton Coelho, Raul Henry e Renildo Calheiros. Os de mandatos são: Tadeu Alencar (PSB), André de Paula (PSD), Danilo Cabral (PSB), Felipe Carreras (PSB), Gonzaga Patriota (PSB). Serão nove estrelas para apenas seis ou sete vagas no máximo segundo os cálculos no meio político. Apesar de agora aliados do Partido dos Trabalhadores, todos os deputados de mandato votaram pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e a saída de Lula e do PT do poder.

Dos nove, apenas João Campos (PSB), filho do ex-governador Eduardo Campos será puxador de votos. O segundo mais votada do chapão pode ser André de Paula. A previsão é de que os demais candidatos tenham próximo de 100 mil votos ou menos do que isso. Tadeu Alencar (PSB), que segundo o blogueiro Edmar Lyra teria chegado a desistir de ir para a disputa, acabou mantendo-se no pleito. Alencar desmentiu o blogueiro e disse nunca ter pensado e sair da disputa.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search