quinta-feira, 21 de junho de 2018

Solidariedade pode anunciar hoje o rompimento com Governo Paulo Câmara


            Mais um partido pode abandonar hoje o governo Paulo Câmara (PSB). Após se sentir desprestigiada com a dança das cadeiras no Governo de Pernambuco, a cúpula do Solidariedade vai se reunir, nesta quinta-feira (21), no Recife, para debater qual rumo vai tomar nas eleições de outubro.

O presidente estadual do partido, deputado federal Augusto Coutinho, o deputado federal Kaio Maniçoba, o deputado estadual Alberto Feitosa, o vereador Rodrigo Coutinho e o ex-deputado federal Carlos Eduardo Cadoca devem discutir qual posição tomar após a promessa de manutenção da Secretaria estadual de Habitação não ser cumprida. O PP, por sua vez, trabalha para preencher todos os espaços que lhe cabe. 

Alguns socialistas dizem que não havia o indicativo de que o partido ficaria com a pasta. Entretanto, o desconforto dos integrantes do SD sinaliza para uma possível ruptura com o Palácio do Campo das Princesas, embora não seja consenso no partido. Lembram que não é a primeira fez que a legenda é preterida: o mesmo ocorreu com o comando da Pernambuco Participações e Investimentos (Perpart), que seria cota do partido, mas ficou à época com André Campos (PSB), que agora é o secretário da Casa Civil. O Solidariedade ocupa a Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe) e o Procon. 

Enquanto algumas legendas reclamam do pouco espaço no governo, outras possuem espaços demais, destacou um socialista. O PP, que conseguiu a Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico e os portos de Recife e Suape, está avaliando os nomes para ocupar os cargos vacantes de sua cota. O administrador de Fernando de Noronha, Plínio Pimentel, deixará o cargo e o secretário-executivo de Recursos Hídricos, Guilherme Rocha, assumirá em seu lugar. Os nomes que assumirão Recursos Hídricos e Porto do Recife estão sendo analisados. 

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search