segunda-feira, 7 de maio de 2018

De algoz a salvador, Câmara diz que está de braços abertos para o PT


            Após o PT-PE adiar, para o dia 10 de junho, a decisão sobre uma possível candidatura própria a governador, o governador Paulo Câmara (PSB) afirmou, nesta segunda (07), que está à disposição para debater sobre a aliança com os petistas.

O socialista, que participou da cerimônia de lançamento da pedra fundamental da fábrica da Aché, no Cabo de Santo Agostinho, ressaltou que pretende respeitar “o tempo de cada partido e o prazo que eles colocam”.

Câmara foi um dos governadores responsáveis pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2016 ao liberar os secretários deputados para votarem pela cassação da petista. 

Na época, o PSB lançou nota afirmando sua posição. As únicas posições contrárias foram da senadora Lídice da Mata (BA), que defendeu a manutenção da presidente Dilma no cargo, sendo acompanhada do senador João Capiberibe (AP), do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, e do ex-governador do Amapá, Camilo Capiberibe. Paulo Câmara endossou o pedido de impeachment.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search