sexta-feira, 25 de maio de 2018

Caminhões com cargas para operação de serviços essenciais em Pernambuco deixam Porto de Suape


          Caminhões com cargas consideradas necessárias para a operação de serviços essenciais em Pernambuco começaram a deixar o Complexo Portuário de Suape, no Grande Recife, nesta sexta-feira (25). A maior parte dos veículos, no entanto, continua sendo impedida de entrar ou sair da área de abastecimento por causa da greve de caminhoneiros, que entrou no quinto dia seguido no estado.

O grupo, que protesta contra o aumento do diesel, vem bloqueando o acesso e a saída de veículos de carga ao Porto de Suape desde a segunda-feira (21). A expectativa é que agora a noite as forças nacionais liberem o acesso.

De acordo com a assessoria de comunicação do Porto de Suape, até o fim da manhã desta sexta, dois caminhões que levariam GLP (gás de cozinha) a presídios do estado haviam deixado a área portuária. Outro veículo com óleo diesel foi liberado para abastecimento do transporte público.

A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) confirmou o recebimento das cargas pela Colônia Penal Feminina do Recife e Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima, no Grande Recife. Segundo Suape, todas as unidades de envase de GLP que atendem a região estão no porto e estão com 100% da capacidade de armazenagem.

Um quarto caminhão carregado com nitrogênio para resfriar o sistema de armazenagem de butadieno (produtos de alta periculosidade) foi autorizado a entrar no porto e teve acesso ao terminal da Ultracargo.

Ainda segundo Suape, até dois mil caminhões estão deixando de ter acesso ao porto todos os dias, sendo que 70% deles transportariam combustíveis. A administração do porto informou que nenhum veículo carregado com combustível saiu do complexo para abastecer postos de gasolina no Grande Recife ou interior, nesta sexta.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search